Comissão do Senado aprova criação de 24 cargos no Ministério do Esporte

do G1 Brasília

Ministro Aldo Rebelo.

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) aprovou nesta quarta-feira (30) um projeto de lei que cria 24 cargos comissionados no Ministério do Esporte, a serem preenchidos por indicação e não por concurso. A proposta será encaminhada agora para apreciação do plenário. Se não receber mudanças, será encaminha direto para sanção da presidente Dilma Rousseff.

O projeto diz que os ocupantes irão trabalhar na preparação da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016. Segundo o líder do governo na Casa, Romero Jucá (PMDB-RR), a criação dos cargos é necessária para implementar as regras previstas no Estatuto do Torcedor.

A proposta tramita no Congresso desde 2008, e causou polêmica durante a votação na comissão na manhã desta quarta. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) avaliou como “desnecessária” a criação dos novos cargos, que ficariam responsáveis por temas como futebol e defesa dos direitos do torcedor. O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) também criticou o projeto, especialmente em relação aos custos.

A oposição chegou a tentar encaminhar um pedido de audiência com o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, para questionar sobre a necessidade dos cargos. A proposta foi rejeitada pelo presidente da CCJ, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE).

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. É a companheirada socialista fazendo a repartição da riqueza!!! Mais 24 companheiros com uma boquinha.

  2. COMUNISMO BRASILEIRO É ASSIM ,VAGAS PRO NOSSOS CAMARADAS.