Aldo Rebelo anuncia três novos secretários no Esporte

da Folha.com

Aldo Rebelo desfila de sandálias no Congresso. Foto: Ailton de Freitas/ O Globo.

O ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PCdoB), anunciou nesta segunda-feira os nomes de três novos secretários para compor a pasta. O ministro assumiu o cargo após a saída de Orlando Silva, provocada por denúncias de corrupção.

A economista Paula Pini, que desde 1998 ocupa o posto de especialista para o desenvolvimento urbano no Banco Mundial, foi nomeada secretária-executiva. Rebelo afirmou que o atual secretário, Waldemar Souza, continua no ministério, mas ainda não definiu o cargo.

O ministro citou a experiência de Pini na área de mobilidade urbana como um dos critérios para a nomeação. “Vários dos projetos que ela coordenou no banco estavam relacionados à  mobilidade urbana, que é o que vamos precisar para a Copa e para as Olimpíadas”, afirmou.

Para a chefia da assessoria internacional, Rebelo nomeou o diplomata Carlos Henrique Cardim, que há poucos meses era embaixador do Brasil na Noruega e Islândia. Ana Prestes, a atual ocupante do cargo, fica na subchefia de Cardim.

Já a secretaria nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social ficou com o vice-almirante reformado Afonso Barbosa, afastado da Marinha desde 2007. Assim como Cardim, Barbosa trabalhou nos governos Sarney, FHC e Lula. Ele ocupava, até a indicação, um cargo na diretoria da Bunge Brasil.

“Para as nomeações eu segui critérios técnicos, políticos, administrativos, de capacidade intelectual, de experiência de vida, de compromisso com o interesse público e também de afinidade pessoal”, disse o ministro.

Ele afirmou ser amigo pessoal de Cardim e Barbosa –“é amigo em comum meu e do [velejador] Lars Grael”– e conhecer “de perto” o trabalho de Pini. De acordo com ele, os três são ligados ao PCdoB, mas nenhum é filiado ao partido.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. TROCAR UM SALARIO DE DIRETOR DE MULTINACIONAL POR UM SALARIO DE SECRETARIO DE ESPORTES..ESSE CARA ALÉM DE SER BOM, COMO DIZ O ALDO, DEVE GOSTAR MESMO DO QUE FAZ..INACREDITAVEL!!

  2. BOTA PRA FERVER, ALDO!
    Postei aqui logo após o anuncio da escolha do ministro, que o Aldo além de sério e comprometido, não iria deixar um “bando” de ex-dirigentes estudantis, manchar seu nome e sua história. A resposta começa a aparecer. Está nomeando aliados, é claro, porém pessoas maduras, com histórias politico-administrativas, bem diferente dos ocupantes anteriores. Vai acabar a farra da burguesia estudantil. Gomyde, Alves e Benim que coloquem a barba de molho.

  3. Mudou para continuar como antes. É o estágio atual da politika nacional. O povão aceita, fazer o quê!