AGU entra com recurso da Justiça Federal para derrubar decisão que anulou questões do Enem

da Agência Brasil

A Advocacia-Geral da União (AGU) protocolou na tarde de hoje (3) um recurso para derrubar a decisão da Justiça Federal no Ceará de cancelar 13 questões do último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), aplicado nos dias 22 e 23 de outubro.

Na noite de segunda-feira (31), a Justiça acatou pedido feito pelo Ministério Público Federal no Ceará para que as questões fossem anuladas, após a constatação de que alunos do Colégio Christus, de Fortaleza, tiveram acesso antecipado ao conteúdo de 14 questões cobradas no exame. Os itens estavam em apostila distribuída pela escola semanas antes da aplicação do Enem. O vazamento ocorreu na fase de pré-testes do exame, da qual a escola participou em outubro de 2010.

O MEC defende que a prova seja anulada apenas para os 639 alunos do colégio cearense que participaram do Enem, dando-lhes a oportunidade de refazer o exame no fim de novembro. Outra possibilidade admitida pelo ministério é que as 13 questões sejam anuladas apenas para os estudantes do Christus, não para todos os participantes do Enem, como decidiu a Justiça Federal liminarmente.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, pretendia entregar pessoalmente o recurso no Tribunal Regional Federal da 5!ª Região, em Recife, mas desistiu porque o presidente da corte, desembargador Paulo Roberto Lima, não estava na capital pernambucana.

O pré-teste de onde vazaram as questões do Enem é feito pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), autarquia do MEC responsável pelo exame nacional, para avaliar a validade das questões e qual o grau de dificuldade de cada uma. Os cadernos de questões do pré-teste deveriam ter sido devolvidos após a aplicação e incinerados pelo Inep. O MEC confirmou que 13 questões que estavam na apostila distribuída pelo colégio cearense foram copiadas de dois dos 32 cadernos do pré-teste, aplicado no ano passado a 91 alunos da escola. A Polícia Federal investiga o caso.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Percio de Almeida disse:
    O seu comentário está aguardando moderação.

    novembro 5, 2011 às 08:54
    As viúvas do Derosso, como num último suspiro ainda se manifestam, mas a verdade é que, não há mais saída, o fim está próximo e, segundo informações que obtive da PMC , o Luciano Ducci, pensando nas eleições do ano que vem, já pensa em demitir a turma do Derosso da PMC e, olha, segundo fontes, bem informadas, Derosso teria mais de 200 cargos de confiança, só na PMC, fora a Câmara que ele domina há mais de 15 anos. Portanto, turma do Derosso, marajás que mamam nas tetas da Câmara e da PMC, se preparem para arrumar emprego, o fim já chegou”¦. Polícia Federal nele- parabéns FEMOTIBA.

  2. o ministerio publico persegue o pt e governo do pt. só no parana que não da nada pois são farinha do mesmo saco…

  3. Onde está a notícia sobre a cassação do prefeito Rodrigo Rossoni e do vice João Nhoatto. Estamos aguardando a divulgação no seu blog Esmael. Até mais.

  4. BOM DIA ESMAEL. RODRIGO ROSSONI FILHO DO DEPUTADO VALDIR ROSSONI FOI CASSADO ONTEM EM BITURUNA DIA 03 DE NOVEMBRO. ONTEM ÁS 16:00 HORAS ELE FOI COMUNICADO POR OFICIAIS DE JUSTIÇA DO FÓRUM DE UNIÃO DA VITÓRIA. É UMA NOTÍCIA DE PRIMEIRA MÃO, TEVE ATÉ CONGESTIONAMENTO DE LIGAÇÕES CELULARES DAS 17:20 ÁS 19:00 HORAS DEVIDO AO FATO OCORRIDO. LOGO SERÁ NOTÍCIA EM TODO O PARANÁ.

  5. o ministerio publico não quer que os pobres estudem.os procuradores são pressionados pela midia. somente criar universidade para todos ,sem o enem e vestibular,ai acaba essa polemica de vasamento de conteudo da materia do exame do enem. somente investindo mais nos cursos superiores ,e mudando a lei para melhorar a educação superior para todos ,e dificil isso mas não e impossivel..a justiça semete muito na politica ,pois o supremo tribunal federal legisla agora, muito estranho isso. o congresso nacional e a maior força da democracia. o supremo não respeita mais o congreso nacional.que tipo de politicos frouxos que temos? ai tem que fexar esse congresso ,camara e senado,pois não fazem nada…

  6. ESSE ENEM É UMA BAGUNÇA DE DAR DÓ.