24 de novembro de 2011
por esmael
4 Comentários

CRISE NA SAÚDE: Sindicato dos Médicos contesta o médico Luciano Ducci

O Sindicato dos Médicos no Estado do Paraná (SIMEPAR), através de nota oficial, manifestou insatisfação em relação à s declarações do prefeito de Curitiba, o também médico Luciano Ducci (PSB), que, em entrevista à  Rádio Banda B, culpou os médicos pela demora no atendimento aos pacientes nos Centros Municipais de Urgência Médicas de Curitiba.

Segundo Ducci, os problemas seriam causados pelos médicos que faltam ou saem mais cedo e não avisam!. Tal declaração é uma agressão à  categoria médica que não pode ser culpada por problemas da gestão e de falta de recursos para a da saúde.

O SIMEPAR, diz a nota, juntamente com os médicos que trabalham nos CMUM”s, vem há mais de um ano alertando as autoridades, entre elas o poder executivo municipal, sobre as condições precárias de trabalho e sobre a falta de segurança vivenciadas não somente pelos médicos, mas por todos os profissionais dos CMUM”s.

24 de novembro de 2011
por esmael
Comentários desativados em João Arruda e Greca juntos em Brasília

João Arruda e Greca juntos em Brasília

O deputado João Arruda, secretário-geral do PMDB do Paraná, programou uma extensa agenda em Brasília para a próxima semana com o ex-prefeito de Curitiba, Rafael Greca. Leia mais

24 de novembro de 2011
por admin
Comentários desativados em Agito forte no desarvorado ninho tucano

Agito forte no desarvorado ninho tucano

via blog do Zé Dirceu

Ruído forte, gritos, esperneios e sussuros ampliam a crise no PSDB paulista, agravada pelo ultimato dado por José Serra ao partido. O presidenciável derrotado duas vezes na disputa pelo Planalto (2002 e 2010) avisou ao tucanato que, por falta de candidato forte no ano que vem, eles não devem ter postulante próprio a prefeito de São Paulo.

Com todas as letras antecipou seu aviso-ultimato: ou o partido apóia a candidtura a prefeito do vice-governador Guilerme Afif Domingos (ex-DEM, agora PSD) lançado pelo prefeito paulistano parceiro do serrismo, Gilberto Kassab (ex-DEM-PSDB, agora fundador do PSD), ou José cruza os braços e não participa da campanha eleitoral.

O ultimato foi dado no fim de semana e até hoje os tucanos se desdobram em desmentidos, notas e garantias, juras mesmo, de que terão candidato próprio, sim, ao lugar de Kassab.

24 de novembro de 2011
por admin
17 Comentários

Mais um vereador tucano denunciado ao Conselho de à‰tica por nepotismo

via O Estado do Paraná

Depois do caso de João Cláudio Derosso (PSDB), que empregou Renata Queiroz, irmã de sua mulher, Cláudia Queiroz Guedes e alegou que como não é casado no papel não via problemas na contratação, mais uma denúncia semelhante de nepotismo chega ao Conselho de à‰tica da Câmara Municipal de Curitiba.

O vereador Odilon Volkmann (PSDB) foi denunciado por um cidadão por manter, até agosto deste ano, a funcionária Emília Rocha em seu gabinete. Segundo a denúncia, Rocha seria mulher do vereador, sem registro civil. Volkmann confirmou o relacionamento com a ex-funcionária, mas disse que, a partir do momento em que o namoro ficou sério, decidiu exonerá-la.

Emília Rocha trabalhou no gabinete de Volkmann desde sua posse até o dia 1!º de agosto deste ano, quando foi exonerada. Neste ano, ela ocupou cargo de assessora técnica parlamentar CC-5, com remuneração de R$ 7290,54 líquido.

Ela era funcionária do meu mercado. Me ajudou muito na campanha e a nomeei em um cargo no meu gabinete. Começamos um namoro quando ela já era funcionária da Câmara. Mas, exatamente por porque esse namoro ficou sério, decidi exonerá-la!, disse o vereador, que informou já ter dado essas mesmas explicações, inclusive com a apresentação de d

24 de novembro de 2011
por esmael
4 Comentários

Manfredini lança hoje à  noite o livro “Memória de Neblina”

Memória de Neblina: sonhos e pesadelos nos anos de chumbo

Três amigos quase cinqà¼entões se reúnem para ruminar sobre a trajetória que iniciaram ainda na adolescência. Nasce daí um painel do duplo desafio da juventude dos anos 60: os conflitos decorrentes da idade intermediária !“ nem são mais crianças, tampouco adultos !“ numa época de intensa efervescência cultural e comportamental, e os criados pela ditadura imposta ao País a partir de 1964. Assim se desenvolve o romance Memória de Neblina, que o jornalista a escritor Luiz Manfredini lança logo mais, a partir das 19 horas, no Palacete dos Leões, o espaço cultural do BRDE (Avenida João Gualberto, 570).

Luiz Manfredini é veterano jornalista em Curitiba e militante comunista há 45 anos. Trabalhou em O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e revista ISTOà‰, entre outros órgãos de imprensa. à‰ colunista do portal Vermelho e membro do Conselho Editorial da revista Princípios, editada em São Paulo.

Junto com o anterior, As moças de Minas (lançado em 1989 e relançado em 2008), Memória de Neblina compõe uma viagem aos sonhos e aos pesadelos de uma juventude que viu erguer-se diante de si a muralha da ditadura. Muitos desses jovens, inconformados, partiram para a luta, escrevendo assim um dos capítulos mais significativos da história política do Brasil.

Leia a seguir o primeiro capítulo de Memória de Neblina, oferecido com exclusividade ao blog:

EI, PROFESSOR, ESCREVA Aà!
Arqueava as sobrancelhas e espichava o queixo para a frente, debruçado sobre a mesinha e tão próximo de mim a ponto de inundar-me com o hálito morno de café e tabaco.

Estava lá a nossa turma marchando, professor, naquela esbórnia delirante do toca, toca o pau no Bielski.

E contou que estivera no colégio no dia anterior e aquela história, que só consegui perceber na amplitude de sua significação tempos depois, após relacioná-la com outras histórias e outras perquirições que viriam, por fim, devastá-lo e redimi-lo a um só tempo.

Ei, professor, escreva aí!, você vivia dizendo. Acho que foi uma das tantas coisas que herdou do Manoel José João de Souza. O Manoel José João de Souza! Fiapo de magro, empertigado e agastadiço, afogando-nos nas matemáticas e, vez por outra, em normas de conduta. Tempos atrás o encontrei num supermercado. Vislumbrei-o à  distância, velhinho espetado esquadrinhando prateleiras. Fiz questão de chamá-l

24 de novembro de 2011
por esmael
Comentários desativados em Os extremos na eleição do Clube Atlético Paranaense

Os extremos na eleição do Clube Atlético Paranaense

A disputa pelo comando do Clube Atlético Paranaense (CAP) criou uma inusitada situação que não passa despercebida pelo mundo da política, pois se trata da última e mais importante eleição deste ano no estado. Leia mais

24 de novembro de 2011
por admin
Comentários desativados em Dilma garante investimentos de R$ 107 bilhões para pequenos, médios e grandes produtores do país

Dilma garante investimentos de R$ 107 bilhões para pequenos, médios e grandes produtores do país

As imagens são da NBR

A presidenta Dilma Rousseff falou ontem (23) sobre a força da agrícola brasileira diante da crise internacional no encerramento do seminário sobre os Desafios do Brasil, promovido pela Confederação Nacional da Agricultura. Leia mais

24 de novembro de 2011
por admin
13 Comentários

Richa quer terceirizar serviços do Estado

Euclides Lucas Garcia e Rosana Félix, via Gazeta do Povo

O governador Beto Richa (PSDB) enviou ontem à  Assembleia Legislativa do Paraná projeto de lei que autoriza o Executivo a repassar a Organizações Sociais (OSs) os serviços sob responsabilidade do Estado. As únicas áreas que não poderão ser terceirizadas são o ensino regular !“ ensinos fundamental, médio e superior !“ e a segurança pública. Segundo o governo, eventuais convênios com as OSs só serão feitos em casos pontuais, para dar mais agilidade a serviços em que o poder público não tem tido a eficiência esperada. A oposição, por outro lado, considera a medida uma privatização do Estado.

Pela proposta, fica permitido ao governo do Paraná promover a concessão ou permissão de serviços! a OSs, desde que fique observado o interesse público!. Nesses casos, o Executivo vai elaborar um Contrato de Gestão a ser cumprido pela organização, por meio do estabelecimento de metas e prazos de execução, que deverão ser avaliados pelo menos a casa seis meses pela secretaria envolvida no convênio. Caso as cláusulas do contrato sejam descumpridas ou a OS cometa alguma irregularidade, inclusive na aplicação dos recursos públicos, o acordo será desfeito e a entidade será desqualificada como Organização Social.

Segundo o secretário da Casa Civil, Durval Amaral, a terceirização de serviços públicos a OSs será feita pontualmente e somente nos casos em que haja uma demanda específica. Ele ressaltou que a decisão de repassar parte da administração pública a essas organizações tem como base exemplos bem-sucedidos em outros estados, como São Paulo, Pernambuco e Bahia. Serão intervenções cirúrgicas para resolver determinadas atividades em que o Estado não tem conseguido alcançar a eficiência que a sociedade espera!, argumentou. Um exemplo é o Hospital do Trabalhador, em Curitiba, em que haveria a possibilidade de, por meio de uma OS, aproveitar melhor a estrutura disponível, que está subutilizada, e assim potencializar o atendimento à  população.!

Durval também rebateu a hipótese de que o Estado esteja abrindo mão de suas responsabilidades e privatizando a administração pública. Haverá um contrato de gestão, no qual metas serão previamente estabelecidas e todos os recursos aplicados serão fiscalizados pela secretaria contratante e pelos órgãos de controle!, defendeu. A função do Estado é prestar serviço com qualidade e excelência. Portanto, não se trata de diminuir o seu tamanho, mas de oferecer o serviço de forma mais econômica e eficiente. E, assim, a sociedade ganha.!

Críticas

Para o deputado Tadeu Veneri (PT), porém,

24 de novembro de 2011
por admin
Comentários desativados em PCdoB avisa Haddad que lançará Netinho em São Paulo

PCdoB avisa Haddad que lançará Netinho em São Paulo

da Folha.com

O PCdoB avisou ontem a Fernando Haddad, pré-candidato do PT à  prefeitura de São Paulo, que lançará um nome próprio para a eleição de 2012. O presidente do partido, Renato Rabelo, afirmou que “já está tomada” a decisão de lançar o vereador Netinho de Paula ao cargo.

“Netinho vai ganhando dimensão e tem apoio amplo na periferia de São Paulo. Já estamos conversando com outros partidos que querem fugir da polarização PT e PSDB”, disse Rabelo.

Segundo ele, Haddad o procurou para uma conversa ontem, em Brasília, mas não fez apelo para que o PCdoB retirasse a pré-candidatura.

“Ele apenas salientou –e nós concordamos– que é uma situação favorável para os aliados do governo federal já que o PSDB está em dificuldades e sem candidatura definida.”

Rabelo afirma, no entanto, que estarão juntos no segundo turno.

Um eventual acordo São Paulo passa por outras capitais. O ex-presidente Lula já sinalizou a possibilidade de o PT apoiar Manuela D’àvila (PCdoB) em Porto Alegre em troca da aliança com Haddad.

Os comunistas têm interesse na oferta, mas pedirão sinais mais claros de que o PT não planeja lançar candidato próprio ou apoiar a reeleição do prefeito José Fortunati (PDT) na capital gaúcha.