12 de novembro de 2011
por esmael
2 Comentários

Artigo de Altamiro Borges: Veja e Istoà‰ bombardeiam Carlos Lupi

por Altamiro Borges, no Blog do Miro

A mídia hegemônica é cruel. Ela não dá trégua. Seu jornalismo investigativo! mais parece com sessões de tortura. Antes mesmo da apuração rigorosa dos fatos, a mídia já condenou e promoveu o linchamento. No caso do ministro Carlos Lupi, do Trabalho, a artilharia pesada foi reforçada neste final de semana por duas revistonas !“ a murdochiana Veja e a mercenária Istoà‰.

Veja mira num jatinho

A primeira revela que Lupi voou num jato particular alugado por um empresário beneficiado por convênios com o Ministério do Trabalho. O episódio teria ocorrido em dezembro de 2009. No jato King-Air, de prefixo PT-ONJ, o pedetista teve a companhia do ex-governador do Maranhão, Jacson Lago, já falecido, e do então secretário de Políticas Públicas de Emprego, Ezequiel Souza.

Também participou da visita a sete municípios maranhenses o empresário gaúcho Adair Meira. Segundo a Veja, ele não é filiado ao PDT, mas comanda uma rede de ONGs que têm contratos milionários com o Ministério do Trabalho!. A matéria editorializada conclui, então, que o caso confirma a existência daquelas clássicas confraternizações entre interesses públicos e privados, cuja despesa acaba sempre pendurada na conta do contribuinte!.

A escandalização seletiva

12 de novembro de 2011
por esmael
Comentários desativados em “Swat” de Pinhais prende golpistas que clonavam cartões

“Swat” de Pinhais prende golpistas que clonavam cartões

Agentes da Guarda Municipal de Pinhais, região metropolitana de Curitiba, detiveram na noite de ontem (11) Lucio José Moreira Martins e Devanildo Araújo, que tentavam aplicar golpes com cartões clonados no Carrefour Hipermercado. As provas foram apresentadas na delegacia do município e a suspeita é que os dois presos fazem parte de uma quadrilha.

Na ocasião, os dois chegaram com cartão presente do próprio mercado em nome de outra pessoa. No estabelecimento eles queriam fazer uma recarga no cartão, porém foram impedidos pelos atendentes que desconfiaram. Quando viram que a farsa havia sido descoberta, tentaram fugir, mas logo foram detidos pela Guarda Municipal.

Ao chegar à  delegacia, muitas provas começaram a aparecer e incriminar ainda mais os os suspeitos. Primeiro, foram encontrados diversos cartões aparentemente clonados. Também havia uma quantidade significativa de dinheiro e alguns documentos suspeitos. Um dos detidos, Devanildo Araújo, portava uma credencial de assessor de deputado do estado de Minas Gerais.

A Guarda Municipal de Pinhais informou ainda que, pelas provas e depoimentos, os dois presos devem fazer parte de uma quadrilha que atua na região aplicando golpes de estelionato.