Servidores da Secretaria da Agricultura do Paraná planejam greve

Os servidores da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab), lotados no Departamento de Fiscalização e Defesa Agropecuária (Defis), deram 48 horas para que o governo do estado se manifeste sobre a pauta de reivindicação da categoria. Eles são contra os projetos de lei propostos pela administração do PSDB que criam a carreira de fiscal de defesa agropecuária e a Agência de Defesa Agropecuário do Paraná (Adapar).

Caso a resposta seja negativa, ou não se tenha resposta ou abertura de negociações para uma solução do caso até a amanhã (1), os servidores do Defis irão deflagrar greve por tempo indeterminado.

Segundo a pauta de reivindicação, os servidores desejam a “transformação constitucional dos cargos de agente profissional, de agente de apoio e de agente de execução e respectivas funções previstas no Quadro Próprio do Poder Executivo do Estado do Paraná !“ QPPE, instituído pela Lei Estadual n!º 13.666, de 05 de julho de 2002, para os cargos equivalentes e previstos nas respectivas carreiras de servidores da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Paraná !“ ADAPAR. Além disso, acrescentar na proposta de projeto de lei da autarquia em questão a previsão de cargos equivalentes aos de Agentes de Apoio do QPPE com as suas respectivas transformações.!.

As informações são do Sindicato dos Engenheiros do Paraná (Senge-PR).

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Para a propaganda oficial tem grana, para funcionários do estado tem pau e pito. Deve ser o tal choque de gestão que ouvimos na campanha. E teve gente de lá que trabalhou e certamente votou nele. Kiákiakaik me rio todo.