Por Esmael Morais

Sarney considera “injusta” crítica em show do Rock in Rio; reveja o vídeo

Publicado em 10/10/2011

“Embora ele tivesse o direito de recorrer à  Justiça, no dia que ingressou com a ação lancei uma nota afirmando que se tivesse sido consultado pelo advogado não teria aceito”, afirmou. O senador ressaltou ainda que, durante a ditadura militar, defendeu o veículo de imprensa e que, durante a sua vida pública, nunca processou um jornalista, “mesmo tendo sido um dos políticos mais censurados da história da República”. “A minha voz foi solitária dentro do Congresso Nacional em um discurso defendendo o Estadão e a liberdade de imprensa, arriscando meu próprio mandato”, disse.