Valdir Rossoni vai devolver dinheiro recebido ilegalmente

* Ex-presidentes da Assembleia recebiam 30% de gratificação

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (13) que irá devolver R$ 160 mil aos cofres públicos referentes à  gratificação de representação recebidos desde fevereiro.

O tucano recebe salário de R$ 40 mil enquanto os demais deputados recebem R$ 20 mil. A mordomia veio à  tona depois que este blog revelou em primeira mão que Rossoni, por meio de decreto, estendeu o benefício aos primeiro e segundo secretários da Casa.

Rossoni revogou na terça-feira (11) o decreto que ampliava a mordomia e ontem anunciou a revogação do ato de 1992 que concede à  presidência a gratificação de 100%.

Para que não reste nenhuma dúvida, estou providenciando a devolução dos valores pagos desde a minha posse, aos cofres públicos!, disse.

O blog apurou que os presidentes da Assembleia anteriores (Orlando Pessuti, Anibal Curi, Hermas Brandão e Nelson Justus) recebiam apenas 30% de gratificação nos salários. Em valores de hoje, eles teriam vencimentos dentro do teto constitucional (R$ 26 mil).

O supersalário de Rossoni ultrapassa em R$ 14 mil o teto previsto na Constituição Federal.

Comments are closed.