Presidente da Câmara de Guaratuba agride e ameaça prender jornalista

do Correiodolitoral.com

Paulo à‰der de Araújo (PSC).

O presidente da Câmara de Vereadores de Guaratuba, Paulo à‰der de Araújo (PSC), agrediu o jornalista Gustavo de Aquino, do Correio do Litoral.com, enquanto este tentava obter informações sobre o projeto de aumento do salário dos vereadores.

Araújo apresentou no dia 10, projeto de reajuste salarial de 11,79% para os vereadores e de 10,8% para os servidores do legislativo. Na sessão de segunda-feira, 17, a Câmara aprovou o parecer das comissões e Araújo encaminhou desta forma a votação: Em discussão parecer das comissões de Justiça e Redação e de Finanças e Orçamento ao projeto de resolução!¦ em votação!¦ aprovado!. Não foram lidos os conteúdos do projeto e dos pareceres.

Após o término do sessão, o repórter do Correio dirigiu-se a Araújo para perguntar que projeto estava sendo discutido e qual o conteúdo dos pareceres. O presidente disse para o repórter procurar a Assessoria de Comunicação. O repórter então foi buscar informações com o presidente da Comissão de Finanças, Ilson Rhoden Fleck! (PR). Enquanto aguardava Fleck atender outras pessoas, procurou Araújo novamente, que já havia saído da Câmara, retornado, e circulava no espaço destinado ao público:

!“ Presidente, você não vai mesmo me dizer que projeto foi votado? à‰ o do reajuste dos vereadores, né?, insistiu o repórter.

!“ Não falo mais com você depois do que você escreveu na Gazeta do Povo, respondeu Araújo.

!“ Correio do Litoral, presidente. Eu não trabalho na Gazeta do Povo. Trabalho no Correio do Litoral.com!¦

!“ Mas você escreveu pra Gazeta!¦E se insistir eu lhe dou voz de prisão por desacato. Eu não tenho medo da imprensa. Aqui eu sou autoridade!, vociferou Araújo.

De acordo com Aquino, a ameaça não pareceu ser séria, de tão despropositada!.

!“ Então me prenda, disse o repórter, dando as costas ao presidente e se dirigindo ao vereador Fleck.

Foi aí que entrou em cena o assessor de Comunicação da Câmara, Edson Luiz Gomes:

!“ Para você se dirigir ao presidente você tem que fazer cadastro na Diretoria Geral, disse o assessor ao repórter.

– Que bobagem; Mas só posso fazer isto quando a Câmara abrir, amanhã. Agora me deixe trabalhar porque eu preciso informar os leitores que projeto misterioso é esse que está sendo votado, respondeu o repórter.

!“ Você é um idiota, disse o assessor.

!“ O que? Eu estou fazendo uma reportagem, e vou publicar esta sua declaração!, rebateu Aquino.

!“ Se você publicar isto você vai se ferrar, reagiu o assessor.

Araújo veio então em direção ao repórter e disse para ele se retirar da Câmara.

!“ Retirem ele à  força, disse Araújo,se dirigindo aos funcionários que acompanhavam a situação de longe.

!“ Chame a PM, completou Edson Luiz Gomes.

Como os funcionários relutavam em usar a força!, Araújo agarrou o braço do repórter e deu alguns puxões.

!“ à” presidente, você está me machucando, disse o repórter.

!“ Retire ele, disse Araújo, chamando um dos funcionários pelo nome e segurando o braço do repórter com mais força.

– Vamos Gustavo, é melhor!¦ afirmou educadamente o funcionário.

Araújo então soltou o braço do repórter e este se retirou da Câmara acompanhado até a porta por um funcionário.

Aumento para vereadores poderá ser votado nesta quarta-feira, dia 19

Do lado de fora da Câmara, o jornalista pode então realizar seu trabalho. Fleck concedeu entrevista e confirmou que se tratava do aumento do subsídio dos vereadores. O vereador explicou que o Departamento Jurídico deu parecer favorável ao projeto e as duas comissões votaram pela legalidade! da proposta, sem entrar no mérito da conveniência do aumento salarial.

O projeto de resolução que aumenta os salários da Câmara deve ser votado em sessão extraordinária, nesta quarta-feira (19). O aumento será retroativo ao início de outubro para valer para o próximo pagamento.

Paulo à‰der Araújo, que recebe R$ 5.500,00, terá o salário aumentado para R$ 6.148,45. O vice-presidente, passará para R$ 5.030,55; o 1!º secretário, R$ 4.806,97, a 2!ª secretária, R$ 4.695,18; e os demais vereadores, R$ 4.136,23.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. MAIS UM IGNORANTE NO PODER!!

    AO INVÉS DE ACABAREM, PROCRIAM…. VEREADOR TINHA QUE TRAALHAR DE GRAÇA, VOLUNTARIAMENTE EM UM CONSELHO DA CIDADE, COMO NOS PRINCIPAIS PAÍSES DO MUNDO DESENVOLVIDO.

    SÓ NO BRASIL E PAÍSES POBRES QUE ESTES VERMES GANHAM DINHEIRO PÚBLICO PARA “TRABALHAREM PRA COMUNIDADE”.

  2. EPA……VOLTAMOS Á ÉRA DOS HOMEMS DAS CAVERNAS??? O JORNALISTA SÓ FOI LÁ CUMPRIR SUA MISSÃO…E SE NÃO TEM NADA Á ESCONDER ..ENTÃO POR QUE ESSA VIOLENCIA?????????????????????????????????????