PPL, uma “janela” para a esquerda trocar de partido

* No PR, nova legenda tem ligações com a família Requião

O Partido da Pátria Livre (PPL) foi aprovado por unanimidade ontem à  noite pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com o registro, o PPL poderá participar das eleições municipais de 2012.

Sem os atropelos que sofreu o PSD de Kassab, o novo PPL é o 29!º partido com o registro definitivo no TSE e país caminha para o “hiperpartidarismo”.

Estamos indo além do pluripartidarismo, estamos ingressando no hiperpartidarismo. à‰ uma novidade que criamos no Brasil!, afirmou o ministro Ricardo Lewandowski, presidente do TSE.

O PPL torna-se uma “janela” alternativa, à  esquerda, para a troca de partido sem que o político perca o mandato, pois a nova legenda tem origem no MR-8 (Movimento Revolucionário 8 de Outubro) e se diz comunista.

Para quem tem mandato e assinou a ata de fundação do partido, o prazo de filiação para disputar as eleições do ano que vem dilata no dia 27 de outubro.

No Paraná, o PPL tem fortes ligações com o senador Roberto Requião (PMDB) e o deputado federal João Arruda (PMDB).

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. para bem pelo ppl

  2. Sei, sei, sei… O sobrinho do Req levava à tira-colos um desses meninos que não estudam e dizem que são da UNE pra entregar a nova legenda a amiguinhos estado a fora, uma vez que os ex-comunistas não dispõe de mais que 8 pessoas pra organizar a nova legenda revolucionária.

    Intere$$ante essa nova “aliança estratégica” com o capitalismo eleitoral! Viva a revolução!

  3. Dizem que o material de campanha deles é alaranjado!!