Por decreto, Rossoni aumenta salário da mesa executiva da ALEP em 100%

* Ato do tucano representará gasto extra de R$ 1,2 mi ao ano

Decreto de 1992 (clique na imagem para ampliar).

Decreto de 1992 (clique na imagem para ampliar).

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), silenciosamente e no sapatinho, alterou um decreto de 1992, que estabelecia gratificação de representação ao presidente da Casa, estendendo a mordomia aos demais membros da mesa executiva.

De acordo com informações colhidas na Assembleia, Rossoni aumentou o salário dos colegas de mesa em 100% que representará um gasto extra de R$ 1,2 milhão ao ano. O decreto n!º 1191/2011 está publicado na página 11 do Diário Oficial da Assembleia n!º 113, do dia 28 de setembro (clique aqui para acessar).

Decreto de 2011 (clique na imagem para ampliar).

Além de Rossoni, passarão a receber o gordo aumento os deputados Artagão de Mattos Leão Jr (1!º Vice-Presidente), Augustinho Zucchi (2!º Vice-Presidente), Douglas Fabrício (3!º Vice-Presidente), Plauto Miró Guimarães Filho (1!º Secretário), Reni Pereira (2!º Secretário), Stephanes Junior (3!º Secretário), Gilson de Souza (4!º Secretário) e Fabio Camargo (5!º Secretário).

O aumento salarial disfarçado de gratificação concedido por Rossoni não passou pelo crivo do plenário. Ou seja, 46 parlamentares ficaram chupando os dedos.

Os funcionários da Assembleia também estão revoltados com a gestão do tucano que posa de “paladino da moralidade”. Segundo eles, Rossoni é uma espécie de Robin Hood à s avessas, que tira dos mais pobres para dar aos mais ricos.

De acordo com um servidor da Casa que não quis se identificar, com a gratificação, em alguns casos, o aumento chega a 200% nos salários dos felizardos contemplados.

“Tudo é feito escondido, sem a transparência necessária”, acusa o servidor.

O aumento nos salários dos membros da mesa executiva até poderia ser concebível, se fosse concedido à s claras.

15 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Não vamos sair julgando todos os integrantes da mesa, primeiro devemos ouvi-los, pelo que sei somente o Rossoni esta recebendo, e acho bem provavel que outros membros da mesa também não concordem com isso.

  2. quadrilha continua instalada na assembléia.

  3. Ele nunca me enganou…

    Falso paladino da moralidade.

    Dormiu de bem com a cobra da RPC e agora vai experimentar do próprio veneno.

  4. Raposão é Raposão, só fala e não muda !

  5. Primeiro liberou as faltas para os comparsas. Agora dobra o salário da quadrilha na mesa. Esmael, só falta vc localizar o “ato secreto” que o Roxoni dá gratificação de 200% a todos os funcionários da presidência! É a bipolaridade falando mais alto e o velho Rossoni voltando a ativa

  6. POIS É ESMAEL E OS FUNCIONÁRIOS ESTÃO CADA VEZ PIOR , DIZEM QUE ATÉ O ABONO ELE PRETENDE TIRAR QUE É UM PROJETO DE LEI , MAIS COMO ELE NÃO RESPEITA NADA , PROJETO NÃO VALE NADA.

    • Tambem quero lembrar que quando Rossoni foi primeiro secretario possuia 120 cargos comissionados, tambem quando assumiu a ALEP disse só ter 95 comissionados na administração, hoje já são mais de 250, ano que vem dos 350 para caixa de campanha, para quem não sabe os comissiondos recebem 3 tipos de gratifição, 1-verba de representação 2-gratificação de apoio administrativo – 3 – mais 100 % tempo integral, entre outras, na medida que corta salarios de servidores que estão há anos, isso só para dar notícia, vem aumentando gradativamente os salários dos comissionados, por quê até hoje não se divulga quanto a ALEP gasta com comissionados da administração, se publicarem isso, o povo verá que o gasto com comissionados subiu violentamente, e os jornais só publicam os cortes de servidores antigos, é um falso moralista, vamos acordar meu povo !!!!!