Perdigueiros de Requião vasculham projeto “Piá Bom de Bola”

Deputado Ney Leprevost (PSD).

A tentativa do deputado estadual Ney Leprevost (PSD) pegar uma carona nos ataques ao ministro do Esporte, Orlando Silva, ao lançar suspeitas sobre o programa Segundo Tempo na gestão do ex-governador Roberto Requião (PMDB), para atrair os holofotes, poderá render-lhe uma tremenda dor de cabeça.

Perdigueiros do hoje senador Requião entraram em campo para vasculhar o projeto “Piá Bom de Bola”, idealizado por Leprevost quando ainda era Secretário de Esportes na gestão de Jaime Lerner (1999).

Requianistas levantam suspeitas sobre o funcionamento da parceria do projeto com a fábrica de biscoitos “Parati”. Eles querem saber quanto de dinheiro público foi drenado para irrigar o projeto de Leprevost.

Os perdigueiros de Requião também cogitam acionar o Ministério Público e a Receita Federal para colocar uma lupa na parceira entre a Parati, órgãos públicos e o deputado do PSD.

Comentários encerrados.