Paulo Bernardo determina investigação de censura a Dilma na TV Paraná Educativa

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, determinou ontem uma rigorosa investigação na grade de programas da TV Educativa (E-Pa!­!­raná), emissora administrada pelo governo de Beto Richa (PSDB). A informação é repórter Rogério Waldrigues Galindo, no jornal Gazeta do Povo.

No último dia 13, a presidenta Dilma Rousseff teve o discurso censurado pela TV do governo do Paraná durante cerimônia para a liberação de R$ 1,7 bi para obras da primeira etapa do metrô em Curitiba. No lugar, a emissora optou em transmitir o desenho animado Cocoricó. Também foi censurada a fala do ministro das Cidades, Mário Negromonte.

Os discuros de Richa e do prefeito Luciano Ducci (PSB), porém, foram transmitidos ao vivo, sem cortes.

O blog apurou que depois de a grade da programação da E-Paraná ser investigada pelas Comunicações, se ficar comprovado que houve censura, Bernardo encaminhará denúncia ao Ministério Público Federal.

Beto Richa tem um histórico ligado à  censura no Paraná. Nas eleições de 2010, o tucano conseguiu por meio judicial proibir pesquisas, a circulação de revistas, retirar de sites, blogs e até Twitter do ar. Neste mês, o governo do PSDB chegou a bloquear o Blog do Tarso nos computadores da administração estadual, mas recuou diante da repercussão negativa.

Este blog também foi alvo (e continua sendo) da censura do tucano em diversas oportunidades.

Richa alega que fica abalado emocionalmente com as críticas políticas postadas aqui neste espaço.

Comentários encerrados.