Orlando Silva ganha musculatura na guerra contra a mídia golpista

Caso de Orlando Silva reforça a necessidade de regulação da mídia no país.

O Partido da Imprensa Golpista (PIG) tentou derrubar o ex-presidente Lula, em 2005, ao inventar que o governo dele fazia pagamentos a deputados para obter apoio no Congresso Nacional. A isso a velha mídia batizou de mensalão!.

O denunciante do esquema!, o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), em recente depoimento no Supremo Tribunal Federal (STF), jurou que o mensalão! nunca existiu e que a denúncia feita por ele era apenas uma retórica! parlamentar.

O PIG pediu desculpas a Lula pela campanha golpista? Que nada. O ex-presidente chorou diante das câmeras, na despedida do cargo, ao se lembrar do preconceituoso ódio da velha mídia.

Mas o tiro saiu pela culatra

No que pese as tentativas da imprensa derrubá-lo, Lula deixou o governo com 90% de aprovação. A artilharia pesada do PIG, que nada provou, gerou efeito contrário daquele que esperava: vitimizou o ex-presidente e o blindou do denuncismo.

Outro caso de insucesso de golpe ocorreu na vizinha Argentina, que reelegeu a presidenta Cristina Kirchner neste domingo. Responsável pela aprovação da Ley de Medios, que regula a mídia naquele país, a presidenta atravessou intacta os últimos anos mesmo sob bombardeio intenso da imprensa. Ou melhor, o povo argentino a consagrou nas urnas com 54% dos votos.

Orlando Silva fortalecido

O ministro do Esporte, Orlando Silva, do PCdoB, também atravessa uma espécie Rubicão! e, ao que parece, começa avistar a outra margem mais fortalecido do que nunca. O exagero nas denúncias contra o Negão!, como os amigos o chamam, transformaram-no em mártir de uma luta contra a mídia golpista. Os ataques ao comunista aceleraram as discussões sobre a regulação do setor no país. Ele poderá ser uma das principais estrelas no I Encontro Mundial de Blogueiros, que ocorrerá neste final de semana em Foz do Iguaçu (PR).

As denúncias do policial militar João Dias Ferreira, de que Orlando teria recebido dinheiro na garagem do Ministério, publicadas na revista Veja, até agora não foram provadas. O semanário de acusador passou a ser acusado pelo ministro e pelo PCdoB de cometer uma fraude.

O blog obteve informação nesta segunda-feira (24) sobre os áudios enviados pelo policial à  Polícia Federal. São treze conversas captadas ilegalmente, mas nenhuma compromete o ministro acusado pela mídia golpista. Aliás, o próprio PIG rachou diante da ausência de provas contra Negão!. A TV Globo cobra de Veja os documentos contra Orlando Silva. A briga é feia.

No Palácio do Planalto e nos setores mais conscientes do PT firmou-se a convicção de que os disparos contra o ministro do Esporte visam atingir a presidenta Dilma Rousseff. O alvo imediato !“ Orlando !“ seria apenas um caminho tático para os golpistas chegarem ao objetivo estratégico: derrubar o governo do PT. Por isso a intervenção de Lula no episódio, ao pedir que o PCdoB e o ministro resistissem firmes à  onda denuncista.

Ao objetivo do PIG derrubar o governo de Dilma, somam-se os interesses econômicos contrariados da FIFA e da CBF, aliados de primeira hora dos jornalões.

Nesta semana, o ministro Orlando Silva vai comandar no Congresso Nacional as discussões acerca da Lei Geral da Copa de 2014. Ou seja, depois de dez dias insistente bombardeio, definitivamente, colocará os pés na outra margem do Rubicão!.

Haverá trégua nessa guerra? O PCdoB de Orlando Silva acredita que não e se diz preparado para todos os horrores dessa verdadeira carnificina de honras.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. o alvaro dias politcamente esta derrotado.

  2. Excelente análise política! Golpistas falharam na pratica do denuncismo.Primeiro porque era um golpe mesmo,mentira.Segundo porque a unidade do PCdoB é algo emocionante e exemplar!