Mídia golpista amarela para o PCdoB

Uma semana depois de utilizar o policial João Dias Ferreira como “herói” em denúncias contra o PCdoB e o ministro do Esporte, Orlando Silva, sem apresentar prova alguma, a velha mídia golpista mudou de tática. Agora tenta vender a ideia de que o moço, do dia para a noite, transformou-se no mais corrupto da Esplanada.

Herói! na reportagem da revista Veja semana passada, o policial adotado pelo Partido da Imprensa Golpista (PIG) não interessa mais. Dias, que é suspeito de cometer assassinato e esteve preso por desvio de recursos públicos, não conseguiu provar nada das acusações que fez contra o ministro.

Isso não tem importância para o PIG. Parte-se, então, para novas denúncias falsas. Ou melhor, desencadeia-se uma gincana de mentiras.

A chantagem da velha mídia em cima da presidenta Dilma chegou ao ridículo quando sugere que o PCdoB pode ficar com o Ministério do Esporte, mas jamais Orlando Silva.

O diabo é que Orlando e o partido são as mesmas coisas. Se a presidenta decidir demitir o ministro sucumbirá ao PIG e também estará demitindo o PCdoB.

A legenda vermelha entende que o ataque aos comunistas representa um ataque ao governo Dilma.

Caso queira demitir e escalar ministros, o Partido da Imprensa Golpista precisa registrar-se no TSE para disputar e vencer eleição.

Na prática, a velha mídia golpista amarelou ao propor o acordo tácito com o governo (fica o PCdoB, mas sai o ministro).

Nesta sexta-feira, o Palácio do Planalto ficou mudo enquanto aguarda supostas provas aparecerem. Não existem, assegura o ministro.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Veja é um panfleto que ataca tudo e a todos sem provas, menos os governos tucanos que compraram o apoio da revista. A ONG da filha do Serra recebeu dinheiro diretamente do governo tucano e os pulhas nunca falaram nada. Temo uma imprensa corrupta, esse é o fato.

  2. Cara, estou enojado com esta Imprensa, até quando!!!

  3. Com mídia ou sem mídia esse ministro já era.