Dilma avisa que não entrará no jogo da mídia golpista; ouça o áudio

[audio:https://www.esmaelmorais.com.br/dilma_luanda.mp3]

Dilma Rousseff: sem essa de golpe.

A presidenta Dilma Rousseff concedeu entrevista coletiva em Luanda, capital da Angola, antes de embarcar de volta ao Brasil. Ela afirmou que o governo não fará nenhum apedrejamento moral.

Dilma afirmou que não entrará no jogo da mídia golpista, que tenta desmoralizar o PCdoB e o ministro do Esporte, Orlando Silva, acusado pela revista Veja de desviar recursos públicos.

“Não vamos entrar nesse processo [de fritura] que é um processo irracional”, disse.

A presidenta também desmentiu “aspas” que foram atribuídas a ela na imprensa.

“Eu li com muita preocupação as notícias do Brasil. Primeiro pelo grau de imprecisão nas observações a respeito do governo. O governo não fez, não fará, nenhuma avaliação e julgamento precipitados de quem quer que seja. Eu acho que fontes, vazamentos… à‰ interessante que vazam frases com aspas minhas e eu não falei com ninguém.”

Para ela, não se pode demonizar pessoas e partidos que lutaram pela democracia no Brasil e precisam ser respeitados.

“Isso é uma tolice, dizer que o governo está fazendo julgamento de um partido é tolice. O meu governo respeita o Partido Comunista do Brasil. Não vamos entrar nesse processo [de fritura] que é um processo irracional”.

Clique aqui para fazer o download do áudio.

Comentários encerrados.