Denúncias fizeram governo do PR reduzir 68% dos gastos com cópias, diz PT

Deputado Tadeu Veneri (PT).

As denúncias do deputado Tadeu Veneri (PT) sobre contratos sem licitação nos serviços de reprografia utilizados pelo Estado levaram o governo do Paraná a realizar licitação para os serviços de fotocópias, impressões e digitalizações e baixar em 68% a despesa do Estado.

Em julho, Veneri fez um pedido de informação sobre os contratos sem licitação à  0,10, que foi recusado pela liderança do governo. Também em julho a bancada do PT protocolou representações no Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público Estadual contra o ato do governo do Estado de dispensa do procedimento licitatório para a contratação desses serviços.

A representação no TCE pedia investigação sobre a dispensa da licitação, o suposto superfaturamento no valor da despesa e ainda requeria suspensão liminar em caráter preventivo do contrato atual com a empresa Hprint Reprografia e Automação de Escritórios Ltda. No MPE, a bancada requisitava responsabilização dos gestores e da empresa no Lei de Improbidade Administrativa.

Para o líder da oposição, deputado Enio Verri(PT), o deputado Tadeu Veneri mostra mais uma vez o papel da oposição, com iniciativa que resultará na economia de R$ 900 mil mensais em serviços.”Isso mostra a importância da oposição, o quanto numa democracia a oposição tem papel fundamental, principalmente para aqueles que esquecem de executar o que a lei exige”.

Em aparte, o deputado Péricles também elogiou Veneri. “Faço elogio a sua conduta, eu acho que o líder do governo deveria subir à  tribuna e agradecer ao senhor, em fazer com que o Paraná fosse beneficiado com a redução dos valores dos serviços”.

Sete empresas participaram do pregão presencial, no Palácio das Araucárias. A empresa Interativa !“ Soluções em Impressão Ltda foi a vencedora dos lotes 01 e 08, referentes a capital, Região Metropolitana e Litoral, com serviço de cópias preto e branco, colorida e impressões em grandes formatos (plotter). Nos lotes 02 a 07, das cidades-pólo do interior do Estado, a vencedora foi a empresa Microsens Ltda.

Nas cópias em preto e branco, a forma mais utilizada pelo Estado, a redução chega 68% em relação aos valores obtidos na última concorrência, realizada em 2010. O preço da cópia em preto e branco caiu de R$ 0,1267 para R$ 0,040 na capital, e para R$ 0,042 no interior do Estado.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Esses é um dos poucos deputados que honra o mandato.