Trabalhadores dos Correios podem entrar em greve nesta quarta

Os trabalhadores dos Correios no Paraná podem iniciar greve na quarta-feira, dia 14. Em assembleias estaduais, na noite de amanhã (13), a partir das 19 horas, a categoria deve aprovar a paralisação por tempo indeterminado.

Com indicativo de greve aprovado desde o último dia 23 de agosto, os funcionários paranaenses devem seguir a orientação do Comando de Mobilização Nacional e iniciar a greve nas atividades operacionais a partir da zero hora de quarta-feira.

Como não houve avanço na negociação com a empresa, os trabalhadores continuam rejeitando a proposta de reajuste salarial da empresa de 6,87%. Além do índice apresentado não repor a inflação do período, entre agosto de 2010 e julho de 2011, que é de 7,16%, ele também seria aplicado na base de reajuste dos benefícios da categoria, o que aumentaria o vale-alimentação, por exemplo, em apenas R$ 1,50, passando para R$ 24,50.

Os trabalhadores cobram o cumprimento da pauta de reivindicações que exige a contratação de mais funcionários; melhores condições de trabalho; piso salarial de R$ 1.635,00; o pagamento das perdas salariais de 24,76%, acumuladas entre 1994 a 2010; vale-alimentação de 30 reais; e a redução da jornada dos atendentes para 06 horas.

O Sindicato dos Trabalhadores nos Correios do Paraná (Sintcom-PR) aguarda mais de mil trabalhadores nos seis locais das assembleias. Além de Curitiba, os funcionários se reúnem em Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá e Ponta Grossa. Decretada a greve, o movimento deve começar com adesão de cerca de 70% dos trabalhadores da área operacional dos Correios, o que inclui os atendentes, carteiros e operadores de triagem e transbordo.

O movimento também é uma resposta à  aprovação no Congresso da Medida Provisória 532, que transforma a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos em Sociedade Anônima (S/A). Na avaliação dos trabalhadores, os Correios do Brasil S/A, nome com o qual a ECT passará a ser chamada, abre caminho para as terceirizações dos serviços e à  privatização da empresa.

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Meu querido amigo e companheiro Gilson falou a verdade, e alem disto tem muita gente doente no correio trabalhando com sérios problemas na coluna, braços, costas, joelhos, mãos, cabeça, etc…, quem se afasta para tratamento, ou seja vai para o inss perde tudo, sua função de carteiro motorizado, seus beneficios, porque empresa publica é tão somente beneficios, esta greve é um direito dos trabalhadores, a categoria tem sempre que lutar por aumento real, porque quando se aposenta os beneficios todos acabam, e as sequelas do trabalho são para sempre!
    alem do mais a empresa criou um sistema, que só podem ser reabilitados para funcões operaçionais, como exemplos: carteiros, só podem ser reabilitados para atendente comerciais ou OTT (operador de triagem e transbordo) todas estas funções carregam peso!
    quem estorou a coluna ou teve um outro problema que não possa carregar peso, mas ainda tem a lingua boa , pode ficar na porta da empresa com a lingua para fora lambendo as cartas pros clientes colarem!
    Este novo Governo do PT esta sendo uma vergonha, estão mudando a todo instante os Estatutos dos correios, abrindo caminho para licitações, e o que é o pior abrindo “espaço para apadrinhados politicos do PT entrarem na empresa como cargo de confiañça!

  2. O QUE EU NÃO ENTENDO É QUE AS ESTATAIS GANHAM MILHÕES ENCIMA DOS TRABALHADORES..E NA HORA DE DIVIDIR UM PEDAÇO DO BOLO..ELES SÓ QUEREM DAR UM GARFINHO??????????????????????????????????????

  3. Companheiro trabalhador, a direção da ECT vem abusando de toda a categoria exigindo horas extras intermináveis e fazendo gato e sapado dos trabalhadores. Os mesmos que nos impõe uma carga gigantesca de trabalho são os que arrocham os nossos salários e preparam a nossa demissão em massa. Acabaram de votar a MP532 que privatiza a ECT através da constituição de futuras empresas subsidiárias que receberão o dinheiro da ECT, fruto do nosso suor trabalhado, para contratar milhares de Carteiros, Motoristas, Operadores de Triagem e Transbordos, Atendentes Comerciais, Auxiliares Administrativos e outros trabalhadores, todos da iniciativa privada, recebendo menores salários, sem direito ao ticket restaurante, à cesta básica e sobretudo à assistência médica.
    Enquanto isso, querem que milhares de ecetistas, aos poucos, sejam demitidos até que nossa categoria seja reduzida à setores técnicos e de administração, como aconteceu na Usiminas, na Acesita, Vale do Rio Doce, na Telemig e na Cemig, além da própria Petrobrás.
    Cada uma dessas empresas perdeu mais de dois terços dos trabalhadores enquanto aumentou verticalmente o número de trabalhadores terceirizados, subempregados. O terceirizado é um trabalhador que faz bico, pois terceirização não é profissão. O terceirizado só fica na ECT de três a seis meses.
    A maioria vai embora assim que começa a se familiarizar com o serviço, pois acaba o contrato (o bico) e o companheiro é desligado da ECT. Os patrões da iniciativa privada não estão nem aí com esses trabalhadores, pois eles só querem sugar o serviço daqueles companheiros por um tempo preestabelecido pagando-lhes um salarinho qualquer e ficando com o lucro gordo do trabalho prestado pelos mesmos.
    Por isso, o Sindicato reivindica do governo e da ECT que todo terceirizado tenha o direito de fazer um concurso especial transformando-se em trabalhador efetivado pela ECT e pondo um fim à terceirização. Nesta luta é preciso que todos se engajem. Neste momento cada companheiro, cada companheira tem que estar comprometido na defesa dos seus empregos e salários.
    Tem que lutar contra o arrocho salarial e pela manutenção da ECT enquanto empresa 100% estatal para garantir a estabilidade no emprego de todos os 110 mil ecetistas.
    É preciso toda a união dos ecetistas na luta que estamos travando contra a privatização da ECT e contra o assalto nos nossos salários. Juntos iremos derrotar o governo do PT, PCdoB, PMDB e a burocracia sindical dentro da Fentect e dos sindicatos do bando dos quatro (PT/PCdoB/PSTU e PSOL). Juntos garantiremos a manutenção dos nossos empregos e melhoria das condições de trabalho. Por isso, convocamos todos os trabalhadores para paralisar as atividades a partir do próximo dia 14/09/2011 e, através da nossa luta, organizada pelos trabalhadores em cada local de trabalho garantir o nosso emprego e a estatização da ECT. Chega de tanta traição. É greve geral por tempo indeterminado nos correios de todo o País.
    gilson geraldo lopes

    • Cara sociedade paranaese, este cidadão que vos fala chamado GILSON GERALDO LOPES, é aposentado, já a mais de 3 anos, desta forma, não intendo como os correios do parana podem impor a ele uma carga gicandesca de trabalho se nem quando estava na ativa ele trabalhava o que este senhor deveria fazer é jogar bingo e frenquentar o café da boca maldita ou curtir a matine da sociedade agua verde…

  4. PARA QUE POSSAMOS NEGOCIAR ESTE ACORDO COM O GOVERNO DILMA ,NOSSA CATEGORIA ENTRARA EM GREVE APARTIR DAS ZERO HRS DO DIA 13, QUEREMOS DEIXAR TODA A NOSSA SOCIEDADE APAR DOS VERDADEIROS FATOS QUE NOS LEVAM A FAZER ESTE MOVIMENTO PAREDISTA,ESTE GOVERNO QUE EM ANOS ANTERIORES LUTOU JUNTO COM NOSSA CATEGORIA, FAZENDO CAMINHADA E PASSEATAS EM BRASILIA NOS ANOS EM QUE A DIREITA ESTAVA NO PODER DIGO PSDB,CONTRA UMA NOVA LEI POSTAL QUE PRIVATIZARIA OS CORREIOS,HOJE SENDO GOVERNO ESQUECEU OU DEVE TEREM DITO ALGUM TIPO DE AMINEZIA E QUEREM FAZER O MESMO QUE OS NEO-LIBERAIS FARIAM NAQUELA EPOCA,PRIVATIZAR A ECT, QUEREMOS DEIXAR CLARO PARA TODA A POPULAÇÃO DO ESTADO DO PARANA QUE ESTE GOVERNO ESTA NOS EMPURRANDO PARA GREVE,QUANDO EM SUA ULTIMA PROPOSTA DE ACORDO,NÃO INCLUI O VETO DE NOSSA PRESIDENTE DILMA A MP-532,QUE NAS SUAS ENTRELINHA NADA MAIS E DE QUE UMA PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS,NOSSA CATEGORIA VAI FICAR O TEMPO NESCESSARIO PARADA ATE QUE ESTE GOVERNO VETE ESTA MP.
    UM GOVERNO QUE SE DIZ DE ESQUERDA JAMAIS PODERIA PENSAR EM COLOCAR MILHARES TRABALHADORES NO OLHO DA RUA.
    UNIDOS VENCEREMOS!!!
    GILSON GERALDO LOPES