Rocha Loures nega que Temer receberá bancada estadual do PMDB

Rocha Loures desmente reunião da bancada estadual com Michel Temer.

O chefe de Relações Institucionais da Vice-Presidência da República, Rodrigo Rocha Loures, negou nesta noite (12) que o vice Michel Temer irá receber entre quarta e quinta-feira, em Brasília, uma comitiva formada por quatro deputados estaduais do PMDB !“ Caito Quintana, deputados Nereu Moura, Ademir Bier e Alexandre Curi !“ para discutir a adesão ao governo Beto Richa (PSDB).

Em nota distribuída nesta tarde, os peemedebistas destacaram supostos encontros agendados com Temer e com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. O blog entrou em contato com o gabinete da ministra, no entanto, até o início desta noite também não havia reunião marcada para discutir o PAC com a bancada estadual, como foi divulgada.

Segundo Rocha Loures, na quinta, haverá um encontro nacional do partido onde qualquer filiado acima de 18 anos será bem-vindo!. O evento contará com a participação de governadores, ministros, senadores, deputados, prefeitos, vereadores, militantes e lideranças partidárias.

Não está registrado na agenda de Michel esse compromisso. O que temos bastante na quarta e na quinta é visita de bancadas federais!, assegurou Rocha Loures, que também é membro da executiva nacional do PMDB.

Eu liguei hoje para o Nereu Moura informando-o que o presidente Temer orientou para que a bancada estadual se reúna com o presidente do partido em exercício, senador Valdir Raupp (RO), porque a adesão ao governo do Beto Richa (PSDB) é um assunto da legenda!, disse Rocha Loures.

Se é uma decisão já tomada pelos parlamentares não cabe análise política!, comentou.

Para o chefe de Relações Institucionais da Vice-Presidência, a aliança nacional do PMDB com o PT norteia e significa um compromisso surgido nas urnas com todos os brasileiros.

Esse projeto, em nome do qual trabalhamos, justifica todos os movimentos do PMDB. E isso é o que está se praticando na maioria dos estados. As dificuldades, como se verifica no Paraná, são exceções.!

Nacionalmente, são os governadores do PSDB que estão se aproximando do governo federal. à‰ o caso do Geraldo Alckmin (SP) e Antônio Anastasia (MG). Esse movimento da bancada estadual do Paraná é surpreendente, na opinião de Rocha Loures, porque vem na contramão do movimento dos governadores tucanos!.

Eu respeito a decisão dos deputados estaduais, mas ela é limitada a seus respectivos mandatos. Essa adesão ao governo Beto Richa me pareceu uma precipitação política!, criticou Rocha Loures.

O PMDB nacional está se unindo em torno de algumas bandeiras, como da transparência, das candidaturas próprias, das agendas sociais e da solução para a crise econômica.!

Os peemedebistas estão vivendo um bom momento com o governo Dilma Rousseff. à‰ neste ambiente que o evento do PMDB, no dia 15, será realizado. Será o momento em que o partido reafirmará o compromisso com a aliança. O resto é lateralidade.!

Entretanto, a assessoria do senador Roberto Requião confirmou o encontro com os quatro deputados estaduais. O ex-governador deverá dar um puxão de orelha na bancada tucana porque, segundo ele, “essa adesão ao governo Richa está destruindo o partido no Paraná”.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Puxa vida… quem é mesmo esse tal Michel Temer?
    alguém pode me dizer???