Nota de Derosso não tem valor legal

Professora Josete.

Para a vereadora professora Josete (PT), a nota lançada nesta semana pelo presidente da Câmara de Curitiba, João Cláudio Derosso (PSDB), não tem valor legal.

A avaliação é do advogado Luasses Gonçalves do Santos, assessor jurídico da bancada de oposição no escândalo Derosso.

“A nota lançada pelo vereador sequer é assinada. Juridicamente não tem valor nenhum”, esclarece o advogado.

Segundo a vereadora, a nota apenas afirma que os documentos contábeis estão disponíveis para os membros do Conselho de à‰tica e da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), mas não faz nenhuma referência aos demais vereadores.

Além disso, a vereadora também questiona o fato de a nota não garantir o acesso dos assessores parlamentares aos documentos que estão na Administração da Casa.

“São milhares de páginas. à‰ humanamente impossível analisar tudo, judiciosamente, sem ajuda”, reclama.

Luasses, afirma que a nota lançada por Derosso só reforça a necessidade do afastamento do presidente.

“à‰ claro que a intenção dele foi usar essa nota como amortecedor. Derosso está interferindo no processo de investigação”, disse.

Família Derosso têm mais acesso a informações que vereadores!, ironiza a vereadora petista.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. É “fran” pelo jeito só você acha isso. Demonstra que não entende nada mesmo ou está do lado do Derosso e da bandalheira que essa turma tá cometendo com recurso público. Se você for aliada dele tudo bem tem que defendê-lo mesmo, se não for, por favor estude, vá se informar sobre o que acontece na Câmara. tome vergonha na cara e acompanhe o todo, aí sim poderá julgar a combatente vereadora, que pelo que acompanho tem toda razão, lá sempre quem mandou foi o Derosso. Isso não é adminsitração pública, é desmando mesmo.

  2. Parabéns Fran, essa Josete não sabe o que quer. Aja saco.

  3. porque não colocaram o meu recado…

  4. Quem deveria fazer parte da CPI pelo PT tinha que ser a professora Josete e não o Pedro Paulo, pois a mulher é tão “cri cri”que o Derosso ia pedir demissão do cargo de vereador e presidente da Câmara por conta própria.

  5. A professora Josete tem razão! O documento do Derosso é só para confundir a população, mas de fato não estão disponíveis para todos. Onde já se viu um cara que está sendo investigado por uma CPI dar as cartas na investigação desse jeito?

  6. Olha gente, na minha opinião tudo deve ser investigado, mas essa vereadora não se contenta com nada! Se o homem libera reclama, se não libera reclama também, acho que a questão dela não é investigatória e sim pessoal e ainda bem que ela ficou de fora das investigações, porque não dá prá levar em conta o que ela diz! Ela parece perturbada!