Oposição briga pela presidência ou relatoria da “CPI do Derosso”

Vereadores Paulo Salamuni e Pedro Paulo reivindicam cargo na CPI.

A bancada de oposição na Câmara Municipal diz que conseguiu atingir o principal objetivo da semana: instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar a gestão do vereador João Cláudio Derosso (PSDB), acusado de cometer irregularidades em contratos de publicidade.

Os oposicionistas reivindicam a presidência ou relatoria da comissão, pois, argumentam, foram eles que propuseram a devassa na Casa.

Se a oposição conseguir conquistar a presidência, Pedro Paulo (PT) tem a preferência; se confirmar a relatoria, Paulo Salamuni (PV) é o mais cotado.

No entanto, nos bastidores da Câmara, a conversa é que os vereadores tucanos Emerson Prado e Paulo Frote seriam os nomes preferidos de Derosso para presidir a comissão. Aliás, eles são companheiros de ninho.

O vereador Denilson Pires (DEM) é lembrado para a relatoria da CPI do Derosso! (no sentido literal).

A bancada de oposição adianta que conversará com Tito Zeglin (PDT) e Zezinho do Sabará (PSB) com o intuito de convencê-los a apoiá-la na luta pela presidência ou relatoria da comissão.

Uma reunião com partidos políticos e movimentos sociais está prevista para segunda-feira (12), à s 10 horas, na Câmara, onde os vereadores oposicionistas explicitarão a estratégia de trabalho.

A CPI será instalada oficialmente na segunda, à s 13h30, quando definirá o presidente e o relator do colegiado.

Comentários encerrados.