Ministro do Esporte defende regra de licitação para a Copa

da Folha

Ministro Orlando Silva.

O ministro Orlando Silva (Esporte) defendeu ontem o RDC (Regime Diferenciado de Contratação), pacote do governo que flexibiliza as regras de licitações para a Copa de 2014 e Olimpíada 2016.

“O Brasil tem instituições que funcionam. Temos convicção de que o projeto de lei é constitucional, foi votado na Câmara, foi votado no Senado, foi sancionado pela presidenta”, afirmou Silva.

Anteontem, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, disse que questionará o novo regime no STF (Supremo Tribunal Federal).

Para ele, o RDC dificulta a transparência e o controle dos gastos do governo nas obras para os eventos.

“O Ministério Público tem suas competências e age da maneira como achar mais conveniente”, disse Silva.

No modelo, os governos deixam de divulgar o orçamento de obras antes das licitações. O argumento é que, na Copa e na Olimpíada, há obras emergenciais que precisam de um regime de licitação que agilize os contratos.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Defende é? Pô, que bom! De que tanto ri?