Por Esmael Morais

Marina Silva articula novo partido

Publicado em 10/09/2011

De maneira geral, nem Marina nem os quadros mais próximos a ela afirmam que o movimento que articularam irá desembocar necessariamente num novo partido. Mas a hipótese está sempre presente nas conversas.

Extraoficialmente sabe-se que a criação do novo partido foi adiada por dois motivos. Em primeiro lugar porque seria impossível montar a legenda à s pressas e dentro das normas legais ainda este ano, para garantir a participação de candidatos próprios nas eleições de 2012. Em segundo, porque Marina quer aprofundar o debate sobre as características de uma nova legenda.

Estamos procurando um novo modelo de atuação na política insti tucional!, diz o ambientalista João Paulo Capobianco, ex-coordenador da campanha de Marina à  Presidência. Não sabemos se isso levará ou não a um novo partido, mas temos certeza que não queremos repetir o que está aí e que ninguém aguenta mais.!

De acordo com Maurício Brusadim, que também se desfiliou do PV em julho e é um dos principais articuladores do movimento em torno de Marina, o encontro de Brasília na terça-feira reunirá cerca de cem delegados de todo o País. Buscamos um modelo de organização horizontalizado, em oposição ao que está aí, tremendamente verticalizado.!