Internet salva TV norte-americana

via Portal Vermelho

Parece difícil de acreditar, mas a internet está atuando a favor da televisão, nos Estados Unidos. Com a facilidade em se assistir a qualquer coisa através da web, produtoras, canais e grandes estúdios passaram a investir pesadamente nos programas que levam ao ar pela telinha.

“Para que o público assista a um programa exibido na televisão, com anúncios comerciais, e não depois na internet, os programas devem ser muito bons”, destacou o produtor Paul Kurta, em entrevista à  agência AFP. Ele é coprodutor da série Pan Am, que estreou no último domingo pela Sony e traz uma atriz de peso como protagonista: Christina Ricci.

Outro exemplo deste fenômeno é o Emmy recebido pelo diretor Martin Scorsese, até então mais conhecido por longas-metragens, como Os Infiltrados e Ilha do Medo. O prêmio veio pela direção do piloto de Boardwalk Empire, que está na segunda temporada e tem no elenco ninguém menos do que Steve Buscemi.

O piloto da série Pan Am custou algo entre US$ 10 milhões e US$ 20 milhões e cada episódio, uma média de US$ 3 milhões. Outro exemplo é Terra Nova, produzido por Steven Spielberg e cujo piloto, especula-se, custou quase US$ 20 milhões.

Segundo Kurta, produzir uma atração com as tecnologias atuais não chega a ser caro, “mas não se faz dinheiro exibindo um filme no YouTube”. “O problema não é a produção, e sim que poucos distribuidores querem se envolver com filmes de baixo e médio orçamento, de US$ 1 milhão a US$ 16 milhões, porque o preço da distribuição e o marketing impede que sejam rentáveis.”

Fonte: Adnews

Comentários encerrados.