Greve de dentistas coloca em xeque gestão de Ducci na saúde

Dentistas protestam no centro. Foto do advogado Mesael Caetano.

A greve dos cirurgiões dentistas da prefeitura de Curitiba entrou no quarto dia nesta segunda-feira (26). A categoria está paralisada desde quinta (22) porque reivindica equiparação salarial com os médicos, que obtiveram 100% de reajuste.

O movimento dos “médicos da boca” coloca em xeque a gestão na área da saúde do prefeito Luciano Ducci (PSB), que também é médico de profissão.

Os dentistas protestaram nesta manhã na Boca Maldita, centro de Curitiba.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. E tem outra coisa este descontentamento vai gerar greve geral na saude da cidade sorriso pois o sr prefeito criou o monstro dos supersalarios e supercategorias e agora vai ter que lidar com o monstro que ele criou – ele legislou em causa propria e deve responder por isto tambem – esta muito mau acessorado por pessoas incopetentes que acham que estao na epoca medieva legislando por decretos e sem dar a oportunidade das clsses profissionais se expressarem – agora vai pagar pela sua soberba diante de classes inteiras de trabalhadores que estes sim foram mereceores nao so do premio em odontologia que a cidade acabou de receber mas do mae curitibana que ele recebeu em maos quando os merecedore ssomos nos que somos a refeitura e ganhamos estes premios – a soberba dele faz com que ele esqueca de nos trabalhadores incansaves da prefeitura – ele deveria se envergonhar d assumir estes programas como dele – sao da populacao e de nos funcionarios da saude que ganamos premios mesmo sendo ignorados e discriminados elo prefeito

  2. Nao queremos reajuste salarial – queremos ter COMO SEMPRE TIVEMOS – nao so nos dentistas da PM Curitiba _ mas em todo pais – nos temos o mesmo salario que um medico- sempre fazemos diagnostico- prescrevemos- fazemos tratamentos diversos -lavramos atestados -operamos – tratamos emergencias – temos as mesmas atribuicoes que os medicos e sempre os mesmos salarios – o que o p-refeito faz e pela primeira vez no pais tentar nos desvincular com a profissao dos medicos – e inedito no pais – ele prejudica e descrimina toda a classe de cirurgioes dentistas do pais – abre um prescedente de discriminacao em todo o pais – nao lutamos por reajuste -jamais – queremos respeito- a cidade que e cidade sorriso acabou de receber um premio na area odontologica – nos fizemos este premio acontecer e somos discriminados. nao reconhecidos – fora o fato da imprensa ja comentar que o prefeito legisla em causa propria ao fazer o que fez – cuidou de aumentar sua gorda aposentadoria futura – uma vergonha da qual todos os curitibanos deveriam se indignar

  3. Vale torcida pelos dentistas, mas algumas coisas precisam ser consideradas.
    – Os Dentistas entre todos os demais profissionais da saúde , sempre foram os mais leais à todos os prefeitos do grupo Lerner-Taniguchi, sem qualquer questionamento e sempre com apoio integral nas campanhas eleitorais. Teriam força e essa decisão toda para romper agora, não seria melhor conversar?
    Os dentistas não estavam reclamando de nada.
    Enquanto isso os médicos da prefeitura passaram pedir demissão em massa por baixos salários e a prefeitura não conseguia mais repor médicos nas Unidades de Saúde.
    Por essa razão o Prefeito deu reajuste aos médicos. Vamos ver se agora a situação melhora um pouco, pois a população precisa de todos os profissionais nas Unidades de Saúde.
    De nada adianta as Clínicas Odontológicas com quadro de funcionários completa e gente brigando para entrar, se por outro lado não existirem médicos e enfermeiros ( que também hoje tem o salário muito defasados ).
    Acho que os dentistas devem discutir melhor sua luta e forma de lutar, pois correm o risco de ficar a ver navios, o que seria uma pena.
    Existem problemas graves na Saúde e que não estão sendo discutidos pela categoria dos dentistas.
    Seria a hora.
    Não dá para ficar apenas nessa questão d reajuste salarial. Ficar só nisso é tudo que a prefeitura quer.
    Será que o dentista se propõe dar um passo além.