Fechamento de turmas: Escolas denunciam Secretaria da Educação ao Ministério Público

Estudantes de Curitiba protestaram contra a superlotação nas salas de aula.
O deputado Professor Lemos (PT) em conjunto com vários representantes da educação, entre eles a professora e presidente da APP (Curitiba Norte), Tereza Lemos, estiveram reunidos nesta terça-feira (20) com a Promotoria de Justiça de Proteção à  Educação do Ministério Público do Paraná.

O tema da reunião foi a suspensão do fechamento de turmas nas escolas públicas estaduais. Foram apresentados ao MP/PR vários exemplos do que vem ocorrendo. O grupo de educadores se comprometeu a entregar uma listagem com turmas que foram fechadas até o dia 26 de setembro, além de relatos pedagógicos sobre os prejuízos causados aos alunos.

“Menos alunos em sala é melhor para o estado, para a educação e principalmente para o aluno, com o fechamento de turmas ocorre exatamente o inverso disto. Ficam poucas turmas com muitos alunos”, explica Lemos.

Apesar de ter sido apresentado na pauta do dia 30 de agosto em reunião da APP com o governo e também ter sido aprovada por unanimidade na Assembleia um requerimento solicitando suspender os fechamentos, a SEED continua fechando turmas.

“Isto não é certo. Uma luta histórica da educação é a redução do número de alunos por sala”, afirma Tereza Lemos.

Destacam-se alguns pontos negativos do fechamento de turmas:

– Não atende regulamentação da vigilância sanitária;
– Não há economia aos cofres públicos, já que o pagamento dos profissionais ocorre da mesma forma;
– A justificativa da Seed (Secretaria de Educação) é de que é necessário o fechamento para otimização do espaço, porém os educadores afirmam que em vários casos essa atitude não era necessária;
– Há prejuízo pedagógico aos alunos, já que terão professores diferentes agora no final do terceiro bimestre;
– Não houve debate prévio com a comunidade escolar;
– Não foram considerados os alunos de inclusão, entre outros.

Participaram da reunião: Hirminia Dorigan de Matos Diniz (Ministério Público), Deputado Professor Lemos, Tereza Lemos (professora e presidente da APP-Sindicato, Curitiba/Norte), João Alberto de Souza (diretor do Colégio Cecília Meireles), Arnaldo dos Santos (professor do Colégio Cecília Meireles), Rosália Caramagno Tauil (professora do Colégio Maria Aguiar Teixeira) e Vera Lúcia Robert Zanotto (diretora do Colégio Maria Aguiar Teixeira).

Comments are closed.