Por Esmael Morais

Deputado Rasca defende legado social deixado pelo PMDB

Publicado em 13/09/2011

Deputado Rasca Rodrigues (PV).

Coube ao deputado estadual Rasca Rodrigues (PV) defender nesta terça-feir (13) o legado social deixado pelos ex-governadores peemedebistas Roberto Requião e Orlando Pessuti (2003-2011).

“Dai a Cezar o que é de Cezar”, repetiu diversas vezes o parlamentar verde, ao contestar uma suposta “herança maldita” deixada pelos ex-governadores, conforme denunciou recentemente o atual governador Beto Richa (PSDB).

O tucano dizia que pegou o Estado com um rombo de R$ 4,5 bilhões, mas análise do Tribunal de Contas desmentiu a cifra. Segundo o órgão, Richa herdou um superávit de R$ 22 milhões.

Ex-secretário do Meio Ambiente no governo Requião, Rasca lembrou que em uma década a pobreza caiu 40% no Paraná.

Proporcionalmente, observou o deputado do PV, o Paraná investiu mais na área social que o resto do país.

Foram investimentos nas áreas da educação, saúde, habitação e segurança!, disse Rasca.

Estranhamente, os deputados peemedebistas continuam calados diante dos sistemáticos ataques tucanos à s duas gestões do partido da qual eles foram useiros e vezeiros.