Decisão sobre CPI do Pedágio ficou para segunda

Deputado Adelino Ribeiro.

Não houve acordo na Assembleia Legislativa do Paraná sobre a instalação da CPI do Pedágio. Diante do impasse, o presidente da Casa, Valdir Rossoni (PSDB), adiou a decisão para segunda-feira (26).

O deputado Cleiton Kielse (PMDB), autor da CPI, defendia a imediata instalação da comissão para investigar as concessionárias.

Outro peemedebista, Nereu Moura, alegando problemas técnicos no processo, sugeriu que fosse esquecida a atual e uma nova CPI começasse do zero.

O líder do governo, Ademar Traiano (PSDB), concordou com as ponderações de Nereu Moura — recém-convertido ao neoliberalismo tucano.

O deputado Adelino Ribeiro (PSL), da base governista, criticou Moura. Ele disse que foi eleito para representar o povo e que o debate é necessário para que o governo avance. O parlamentar citou o caso da duplicação do trecho de 15 km da BR-277.

Péricles Mello (PT) também saiu em defesa da CPI. Segundo ele, a alegação de que o processo tem problemas técnicos não passa de uma desculpa esfarrapada.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. a camara estadual não tem pmdbista..

  2. O que disse a Assembléia à Câmara de Vereadores ? Eu sou você amanhã, onde niguém investiga nada, ninguém contesta nada, ninguém vê nada…
    Um verdadeiro bolo facal.