Crise se agrava no PPS do Paraná

Deputado federal Rubens Bueno (PPS). Foto: Nani Gois.
O clima dentro do PPS paranaense é bastante tenso. Anteontem, este blog revelou que o secretário do Desenvolvimento Urbano (SEDU), Cezar Silvestre, deputado licenciado da legenda, está cooptando prefeitos de outras siglas para o novo PSD de Kassab.

Na prática, Silvestre joga contra o próprio patrimônio, ou seja, o PPS.

Por conta desse assédio governista, o presidente estadual do PPS, deputado Rubens Bueno, não quer nem ouvir falar em Beto Richa (PSDB) et caterva, pois a tropa estaria empenhada em “roubar” lideranças do partido do voto limpo para o ninho tucano e para o PSD.

A manobra visa esvaziar Bueno, que tenta viabilizar-se ou viabilizar a filha, vereadora Renata Bueno, na disputa pela prefeitura de Curitiba.

Ontem à  tarde, o secretário-geral do PPS, Rubico Camargo, distribuiu uma nota colocando panos quentes na crise. Segundo ele, o assunto jamais foi discutido e se quer cogitado!.

Como diz o ditado, “no creo en brujas, pero que las hay, las hay”.

A seguir, a íntegra da nota de Rubico Camargo:

A respeito da nota publicada em blogs de política sobre a aproximação de Cezar Silvestri ao PSD, o secretário geral do PPS do Paraná, Rubico Camargo, declarou que o assunto jamais foi discutido e se quer cogitado!.

De acordo com o dirigente, o PPS não tolera este tipo de comportamento, prezando pela fidelidade partidária. Rubico declara que em nenhum momento afirmou que Silvestri trabalhou para tirar lideranças de outros partidos para ingressar na nova sigla.

Segundo Rubico, a relação do PPS com o secretário de Desenvolvimento Urbano do Paraná, Cézar Silvestre é a melhor possível. O Cézar é nosso deputado federal licenciado e representa o PPS no governo do Paraná. Jamais tocamos neste assunto. Nossa relação partidária é boa!, disse.

Assessoria de Imprensa PPS do Paraná

Comments are closed.