Correios promete cortar ponto de carteiros grevistas

A direção dos Correios decidiu que vai descontar os dias parados dos trabalhadores em greve desde o último dia 14. Além disso, garante que só retoma as negociações depois que os grevistas retornarem ao trabalho.

Segundo informações obtidas pelo blog, em Brasília, a empresa fechará a folha de pagamento no próximo dia 20 descontando os seis dias parados, o que equivale a um quinto dos salários dos funcionários.

A categoria reivindica aumento salarial de R$ 400, reajuste no vale-refeição, contratação de 21 mil trabalhadores em todo o país e pagamento de perdas salariais.

Por outro lado, a empresa havia oferecido na semana passada um abono de R$ 800, R$ 50 de aumento linear e reajuste salarial de 6,87% pelo IPCA. No entanto, o comando de greve rejeitou a proposta.

O blog apurou que o endurecimento dos Correios nas negociações atende a uma diretriz do governo federal, que teme efeito cascata em outras empresas públicas caso atenda à s reivindicações dos carteiros.

Comentários encerrados.