Bomba: Os Roberto Marinho sócios de Kadafi

via blog Os Amigos do Presidente Lula

João Roberto Marinho, o falecido patriarca, Roberto Irineu Marinho e José Roberto Marinho: sócios de Kadafi no Banco ABC-Roma.

Uma bomba, como aquelas da OTAN jogadas na cabeça dos líbios, acaba de atingir em cheio o QG da TV Globo.

à‰ a notícia de que Roberto Marinho e seus filhos foram sócios de Muamar Kadafi nos anos 80/90, no banco ABC-ROMA (RO-MA são iniciais de Roberto Marinho, e ABC as iniciais do Arab Banking Corporation).

O Arab Banking Corporation tinha e tem o Banco Central da Líbia (estatal, sob comando do governo Kadafi) como principal acionista desde sua criação em 1980.

O sociedade entre os Marinho e o governo de Kadafi foi criada em 1989, como expansão dos negócios financeiros da família Marinho, que já detinha a Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários ROMA desde os anos 70, e durou até o ano de 1997.

Curioso observar que a sociedade Marinho-Kadafi começou logo após o governo Líbio ser acusado de envolvimento no atentado terrorista que derrubou um avião na Escócia (dezembro/1988). Durante todo o tempo em que durou a sociedade com os donos da TV Globo, a Líbia foi alvo de sanções, embargos da ONU e congelamento de dinheiro no exterior. Kadafi só começou a se reaproximar dos países da Europa Ocidental em 1999 e só reconciliou com a Europa e EUA em 2004.

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. não me espanta em nda esta relação……. os Marinho se fizeram graças a sua proximidade com a cúpula da ditadura no Brasil dos militares estes apoiados pelos EUA / CIA etc os mosmos que apoiaram o golpe na \Líbia qdo Kadafi assumiu opoder……….. não me etranha em nada os padrinhos são o mesmo.

  2. Isso é o REAL e VERDADEIRO compromisso da GLOBO com a ÉTICA…..KKKKKKKKK
    Estou até vendo as caras do “famoso casal” de monstros… é claro!!!

  3. Esmael,

    O ABC é um banco sério, preocupado com o futuro do Brasil.
    Mesmo sendo do Kadafi e dos Marinhos.

    Tanto é assim que encamparam e patrocinam a campanha pelo Voto Distrital.

    Segundo o Reinaldo Azevedo, o exército pelo voto distrital é comandado por uma entidade apartidária, uma tal de CLP.
    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/nao-abram-mao-de-me-odiar-por-favor-facam-me-esse-carinho-ou-a-quem-pertence-o-registro-do-%e2%80%9ceu-voto-distrital%e2%80%9d-nao-adianta-eles-nao-aprendem-o-metodo-e-sempre-o-mesmo-recebo-de/

    E consultando o sítio dessa entidade apartidária vemos que ela tem como financiadores esse Banco ABC como pessoa jurídica e o Sr. Anis Chacur, Diretor desse mesmo ABC, como pessoa física.
    http://clp.org.br/sobre-a-clp/mantenedores-e-parceiros/

    Agora, e sem duvidar dos bons propósitos desse Banco dos Kadafis/Marinhos, gostariam de entender os motivos que o faz encampar o Voto Distrital no Brasil.