Amigo do presidente da Assembleia, ex-prefeito de Marquinho é suspeito de desviar R$ 205 mil

* Zinho está lotado no gabinete do deputado tucano

A prefeitura de Marquinho, na região Central do estado, terá que devolver ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento R$ 205 mil, corrigidos, referente a um convênio firmado no final de 2008 na gestão do ex-prefeito Luiz Cezar Baptistel (PSDB), o Zinho.

A condenação é do Tribunal de Contas da União (TCU).

Na ocasião, o Ministério liberou a quantia de R$ 150 mil para cascalhamento das comunidades rurais do município de Terra Boa, Anta Gorda e São Roque, um total de 19,5 km.

O problema é que a prefeitura, segundo o Ministério, não realizou a obra conforme a constatação de um fiscal designado para acompanhá-la.

Segundo o relatório do fiscal, ao chegar no local ele se deparou com as estradas cascalhadas. Entretanto, também relata que a obra não foi realizada com o dinheiro liberado do Ministério da Agricultura para tal fim.

O trecho do objeto do convênio não havia sido readequado com recursos do convênio CDC/MA e a prefeitura municipal!, diz parte do relato.

Então seria o ex-prefeito Zinho uma espécie de mágico?

Claro que não, caro leitor. O que aconteceu foi que o ex-prefeito tucano também havia incluído os mesmos trechos (Terra Boa, Anta Gorda e São Roque) em outro convênio firmado com o Departamento de Estradas e Rodagem do Paraná (DER), que foi quem fez de fato a readequação das estradas rurais.

Outro problema que levantou suspeita em torno da execução da obra foi o processo licitatório !“ realizado pelo ex-prefeito na modalidade tomada de preço — marcado por muita confusão, pois as outras empresas que concorriam foram desclassificadas por não possuir cadastro na prefeitura.

Na prática, a empresa que venceu não teve concorrentes.

Além disso, entre o anúncio da empresa vencedora e o final da obra foram apenas 22 dias.

Segundo especialistas, o trecho de 19,5 km necessitaria no mínimo de 40 dias para ser concluído.

A verdade é que ficou comprovado, através de visitas feitas in loco! pelos ficais, que, se a empresa vencedora da licitação fez algum serviço para a prefeitura, não foi a readequação dos trechos previstos no convênio com o Ministério da Agricultura.

O atual prefeito, José Claudir Schow (PMDB), interpôs denúncia contra o ex-prefeito no TCU para que ele responda pelos malfeitos e devolva os referidos recursos aos cofres públicos.

Por causa desse convênio, o município encontra-se inadimplente, mas as ações protocoladas geraram o status de “inadimplência suspensa” enquanto se processam as investigações.

Segundo a atual administração, a prefeitura é obrigada a prestar contas semestralmente ao Ministério da Agricultura do resultado jurídico das ações prepostas, caso contrário, o município volta à  condição de “inadimplência efetiva”, o que o impossibilita de firmar qualquer convênio futuro com o governo do estado ou com o governo federal.

Sobre essa situação, a Polícia Federal (PF) já tomou o depoimento dos envolvidos no suposto desvio.

O ex-prefeito Zinho é fiel escudeiro do presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), deputado Valdir Rossoni (PSDB), com quem mantém um estreito laço de amizade.

Em 2009, depois que deixou a prefeitura de Marquinho, Zinho foi nomeado na Assembleia por meio de ato secreto.

Os atos secretos na ALEP, que envolvia a contratação de funcionários fantasmas e desvio de dinheiro, ficou conhecido como Diários Secretos! e teria desviado pelo menos R$ 200 milhões do erário, segundo o Ministério Público (MP).

Atualmente, Zinho está lotado no gabinete de Valdir Rossoni, sob a matrícula n!° 8686, e tem um cargo G2.

Segundo levantamento do deputado estadual Tadeu Veneri (PT), realizado em março passado, um cargo de simbologia G2 custa R$ 3,5 mil ao erário.

15 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O zé fica falando de cascalho, que faz estradas no interior, o meu negócio é asfalto, asfalto e mais asfalto, a subida o colégio fui eu quem fez, lembra? prá quê cascalho? Eu não gosto de cascalho, só de cascaiar…

  2. Eu vou voltar a falar da paz, pq eu ganhei a eleição falando da paz, a paz é legal, a paz fez o eleutério perder, então vou bagunçar o marquinho, arrumar uns caras pra tocar o horror, assim quem sabe eu volto

  3. …here seu Marcos,tá sentindo na pele, o que muitas pessoas passaram nas mãos de vcs, nestes anos da administração “grupo organizado”.Escrever e falar é fácil, dificil é ignorar os previlégio que vcs sempre tiveram;não cumprir horarios de trabalho, forjar, manipular pessoas injenuas…ect, sem falar na construção de um patrimonio incalculável aos olhos dos eleitores que elegeram sua corja…acorda pra vida, seja onesto!!!se é que consegui isto!!!!!fica aí um conselho!!!!!

  4. Esse Zé é muito gente boa comigo, se eu estivesse no lugar dele já tinha esculhambado com os adversários, aliás eu sempre faço assim, arrebento sem dó nem piedade, dou o tapa, mas escondo a mão, assim ninguém imagina quem eu sou de verdade, e ficam pensando que eu sou bonzinho.

  5. E aí marcos baptistel. Virou baixaria agora? Já tá apelando? Que coisa mais provinciana, ficar chamando de viado, de boiola. Ao invés de desmerecer a pessoa, prove o contrário, argumente, ou será que isso vc não sabe fazer. Pq afinal de contas, vcs só sabem se defender falando que os outros mentem, mas nunca provaram o inverso. Os documentos apresentados pelo Zé são do Ministério, e os seus? Foram esquentados aonde? Se o se argumento de que o Esmael ainda tá magoado, vc deve estar magoado faz 3 anos por ter perdido a “prefeitetura” do seu maninho. Vc deve ter imaginado que vcs fariam tudo o queriam, e que nunca alguém, iria descobrir, caiu a máscara da família de bonzinhos e vítimas. Parece que os que foram vítimas um dia, se tornaram perseguidores, como aqueles que eles acusaram. Como a história dá voltas… Antes, eram coitados, depois se cercaram de capangas, padrinhos, pessoas violentas… as pessoas não são cegas

  6. E eu que achava que o Rossoni era honesto. Ele fala tão bem da moralização na Assembleia quando aparece na TV. Engano meu.

  7. Queremos que tudo seja devolvido. Chega de Rossoni e de seus compadres, que só pensam em si e não no povo. Agora com o Zé é que temos estradas boas, pq quando o Zinho era prefeito ele não fez isso? E os asfaltos da cidade? Tudo feito de casca de ovo, e ainda financiado. Pq eles são de qualidade tão ruim? Explique-se Zinho. Porque sua família tem tantas obras no Marquinho? Prédios, carros, fazendas”¦.

  8. Esmael vc ta magoado ainda da eleição do Beto, mas vai que daqui uns 16 anos vcs ganham. Hehehe . E outra vc ta por fora hein, o Município naun precisa devolver isso é piada do Prefeito atual que deve ter pagado pra vc fazer a matéria, mas vc é pateta msm, vai trabalhar rapaz, se naun tem o que fazer palhaço. Vem aqui em Marquinho que vc vai ver a administração do atual prefeito e saber as verdades. Falow magoado, a magoa passa e vc fica bem.
    kkkkkkkkkkkk.

  9. voce esqueceu de contar que a esposa do zinho é chefe do nucleo regional de educação em Laranjeiras do Sul, ela tem o curso de pedagogia a distancia e o compadre rossoni emplacou ela como chefe, os professores estão revoltados em serem mandados por uma pedagoga formada por cursinho a distancia….

  10. Alem de o Sr Zinho estar lotado como funcionário publico ele tambem achou um emprego para sua esposa de Chefe do Nucleo da Educaçao em Laranjeiras do Sul e ela que tem um curso a distancia de Educação, esta horrivel a gestão dela…Rossoni é assim, não interessa o bem da Educação e sim o bem dos Compadres e Comadres e ainda vem falar em seriedade.

    • Pena que naun foi homem de postar meu comentário. Hehehe. Vc tem uma carinha de viado msm, da pra notar, Boiola. kkkkkkkkkkkk

  11. Realmente, tem picareta em tudo quanto é lugar…Até na cidade de Marquinho…Esse sujeito, o prefeito, tem que responder pelos crimes que cometeu!

  12. AMIGO NÃO. ELES SÃO COMPADRES.
    ENGANO SEU ESMAEL.

  13. Parece ser uma sina dos ex-prefeitos de Marquinho, só serem lembrados por notícias desse tipo. O primeiro foi preso, e agora o Zinho faz essa lambança com o dinheiro do povo. E além disso, se ele é acessor do Rossoni, porque ele não trabalha na Assembléia e fica direto aqui no Marquinho tomando chimarrão pelas ruas sem fazer nada? Se ganha o seu salário com o dinheiro do povo, deveria ir trabalhar!