Tito Zeglin, do PDT, também quer presidir a “CPI do Derosso”

Tito Zeglin quer presidir a CPI.

O vereador Tito Zeglin (PDT) colocou o nome dele a disposição para presidir a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que vai investigar o presidente da Câmara Municipal de Curitiba, vereador João Cláudio Derosso (PSDB).

O partido de Zeglin, o PDT, integra o movimento “Fora Derosso” embora a bancada do partido na Casa seja simpática ao tucano que será investigado e ao prefeito Luciano Ducci (PSB).

A pré-candidatura de Gustavo Fruet, possivelmente pelo PDT, também deverá influenciar os trabalhos da CPI sob uma hipotética direção pedetista.

A oposição na Câmara também está na briga pela presidência da CPI. O vereador Pedro Paulo (PT) é um dos nomes do grupo lembrado para ocupar o cargo.

Outro vereador que acredita reunir as condições necessárias para presidir a CPI é Paulo Salamuni (PV).

Hoje, à s 13h30, a comissão (Nely Almeida, Paulo Frote, Emerson Prado, Zé Maria, Tito Zeglin, Paulo Salamuni, Pedro Paulo, Zezinho do Sabará, Denílson Pires) deverá se reunir para escolher o presidente e o relator da CPI.

Comentários encerrados.