17 de setembro de 2011
por Esmael Morais
1 Comentário

Porta-voz do WikiLeaks confirma presença no Encontro Mundial de Blogueiros

Portal de Notícias de Foz do Iguaçu, via Blogueiros do Mundo

O 1!º Encontro Mundial de Blogueiros Progressistas já começará em grande estilo, com nomes importantíssimos da blogosfera mundial. A primeira mesa de debate O papel das novas mídias! começa à s 9 horas de sexta-feira (28) de outubro. Contará com a presença de Ignácio Ramonet, Kristinn Hrafnsson e Dênis de Morais, será mediada pela representante da Agência Pública, Natalia Vianna e pela blogueira gaúcha Tatiane Pires.

Kristinn Hrafnsson !“ é jornalista islandês, seu primeiro contato com o WikiLeaks foi em 2009 quando ele fez uma reportagem sobre a falência do sistema financeiro da Islândia. Em 2010 não teve seu contrato renovado com a TV estatal islandesa e foi contratado pelo site de vazamento de dados. Desde então é o braço direito de Julian Assange e porta-voz do portal pelo mundo.

A primeira colaboração de Hrafnsson com o Wikileaks depois de contratado foi traçar a melhor estratégia de divulgação do vídeo Assassinato Colateral!, que mostra dois soldados americanos atirando em civis no Iraque. Nesta ação morreram dois jornalistas da agência Reuters. A principal função de Hrafnsson no site é filtrar os materiais recebidos e pensar a melhor forma de divulgação, sem deixar de lado a segurança das fontes.

WikiLeaks !“ a organização sem fins lucrativos surgiu em 2006 com sede na Suécia, país de origem do editor, Julian Assange. A principal característica do site são as matérias sobre assuntos sensíveis elaboradas à  base de informações de fontes anônimas, documentos, fotos e dados confidenciais que vazam de governos ou grandes corporações. Já em 2007 o site tinh Leia mais

17 de setembro de 2011
por Esmael Morais
4 Comentários

Seminário petista quer desmascarar “xoque de jestão” tucano

O que está por trás do choque de gestão do governo Richa

Elton Welter*

Desde que assumiu o governador Beto Richa vem dando destaque à  necessidade de implantar no Paraná um choque de gestão, com o enxugamento do estado, o controle dos gastos, flexibilização e a modernização, aos contratos de gestão e gestão de resultados.

A primeira medida desse modelo foi a edição de decreto estabelecendo moratória das despesas do Estado por 90 dias, para elaboração de diagnóstico das contas públicas, e redução dos gastos de custeio, suspensão de todas as ordens de serviço não iniciadas.

Vencido o prazo da moratória, no dia 12 de maio, o governo revela ter recebido uma herança maldita, um rombo de R$ 4,5 bilhões deixado pelos antecessores, um verdadeiro caos, um cenário de terra arrasada.

Como medidas para colocar ordem ao caos herdado, anuncia a criação do comitê para a gestão de resultados, com atribuição de acompanhar o cumprimento dos contratos e avaliar despesas e implanta os contratos de gestão, fixando objetivos de governo, com metas de redução de gastos e prioridades para cada área de administração. Também cri Leia mais

17 de setembro de 2011
por Esmael Morais
Comentários desativados em O jurista Luiz Fernando Pereira acima dos partidos

O jurista Luiz Fernando Pereira acima dos partidos

Luiz Fernando Pereira.

O professor e jurista Luiz Fernando Pereira, o Pereirinha, em contato com o blog, desmentiu que esteja se filiando ao PT. ... 

Leia mais

17 de setembro de 2011
por admin
Comentários desativados em Ministra do TSE abre novo prazo para manifestações em processo de registro do PSD

Ministra do TSE abre novo prazo para manifestações em processo de registro do PSD

Com informações da Agência Brasil

A ministra Nancy Andrighi, que relata o processo de registro do PSD no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou na noite de ontem (16) a abertura de prazo de 48 horas para manifestações das partes envolvidas no processo de registro do PSD. A medida deve-se à  anexação de novos documentos nos autos, tanto do PSD como dos partidos contrários à  criação da legenda.

O PTB anexou documentos pedindo a interrupção do processo porque alega não ter feito sustentação oral no julgamento do registro do PSD em nove tribunais regionais eleitorais (Acre, Paraná, Piauí, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Espírito Santo e Amazonas). Também argumenta que a certidão concedida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro deve ser anulada porque o presidente da corte, Luiz Zveiter, tem um irmão parlamentar, Sérgio Zveiter, que deixou o PDT e pretende se filiar ao PSD.

Já o DEM anexou aos autos em um DVD com depoimentos de eleitores que disseram ter trocado assinaturas de apoio à  criação do partido por cestas básicas. A gravação em vídeo já havia sido despachada para o Ministério Público analisar. A ministra Nancy Andrighi declarou que ainda não assistiu ao DVD. Leia mais

17 de setembro de 2011
por admin
1 Comentário

PT, PC do B, PSB e PDT unidos pela reforma política

Da Agência Estado

Em encontro patrocinado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, PT, PDT, PSB e PCdoB chegaram a alguns consensos sobre a proposta de reforma política em tramitação na Câmara dos Deputados. Entre os pontos que serão defendidos pelas bancadas no Congresso estão o voto proporcional em 2014 e o financiamento público de campanha. Houve muitos consensos entre nós, o principal deles é o financiamento público exclusivo de campanha, que é a melhor maneira de combater a corrupção!, disse o deputado estadual Rui Falcão (SP), presidente nacional do PT. As propostas defendidas ontem farão parte do relatório do deputado federal Henrique Fontana (RS).

As lideranças dos partidos se reuniram para discutir o tema pela segunda vez em um hotel em São Paulo. Sob o comando do ex-presidente, os líderes também concordaram em defender a redução do mandato de senador para 4 anos (a partir de 2018) e a idade mínima de 35 para 30 anos (redução esta que também se estenderia para o deputado, que poderia assumir o mandato aos 18 e não 21 anos). A proposta acordada ontem sugere a mudança da data das posses (para 5, 10 e 15 de janeiro) e propõe que cada senador passe a ter apenas um suplente, que seria o candidato a deputado mais votado do mesmo partido e estado do senador. Não é simples construir consensos, mas acho que avançamos!, comemorou o governador de Per!­!­!­nambuco, Eduardo Campos, presidente do PSB.

Os quatro partidos defenderão também o fim das coligações em 2016 e o aumento da participação popular, reduzindo a exigência de coleta de assinaturas de 1 milhão para 500 mil. Os projetos de iniciativa da sociedade passariam a ser votados com mais rapidez. Leia mais