15 de setembro de 2011
por admin
2 Comentários

Irmã de Derosso pede pra ele largar o osso

Do blog Lado B

A porca torceu o rabo! No seu blog pessoal, a irmã do presidente da Câmara de Vereadores de Curitiba, Mary Derosso, reproduziu hoje entrevista com Dr. Rosinha feita pela Gazeta do Povo e colocou um banner do movimento #Fora Derosso para ilustrar a postagem. Ainda mexeu na imagem, adicionando o seguinte recado: Larga o osso, que a casa caiu, meu irmão!. Veja com seus próprios olhos!¦ Aguarda-se atualizações que expliquem o inusitado desta situação. Obra de hacker? Briga de família? Vá saber!¦ Eles que são Derosso, que se entendam. Leia mais

15 de setembro de 2011
por admin
1 Comentário

Relação PT-PMDB não muda com queda de Novais, diz Falcão

Da Folha se São Paulo

O presidente do PT, Rui Falcão, disse nesta quinta-feira (15) no Rio que a queda de mais um ministro do PMDB –o terceiro–não muda a relação do partido com o PT nem deve alterar a forma como é composto o governo.

Com a declaração, Falcão referenda a escolha de Gastão Vieira (PMDB-MA) para substituir o correligionário demitido, Pedro Novais, no Turismo.

Falcão ressaltou que num governo de coalizão, como o do PT, fortalecido principalmente pelo PMDB, é natural que se cumpram alguns “requisitos como fidelidade ao programa de governo, idoneidade e aptidão”.

“O estranho seria o PT ser detentor de todos os ministérios. Em governos de coalizão, em todos os países, quem ajuda a governar participa do governo. Isso é natural em todas as democracias”, disse Falcão.

Questionado se o PMDB deveria ser pressionado para refinar os critérios de indicação de futuros ministros, Falcão discordou.

“Os ministros que foram empossados todos tinham ficha limpa. Os fatos que suscitaram suas demissões foram fatos supervenientes à  posse. Então, eu não posso prever o que pode acontecer com qualquer ministro que hoje esteja integrando o nosso governo, seja do PMDB ou de outro partido.”

A situação de Novais f

15 de setembro de 2011
por admin
Comentários desativados em Governo amplia meta de construção de creches e pré-escolas

Governo amplia meta de construção de creches e pré-escolas

Da Agência Brasil

Em cerimônia hoje (15) no Palácio do Planalto, o governo anunciou a ampliação da meta de construção de creches e pré-escolas de 6 mil para 6,4 mil. Foi anunciada também uma nova etapa do plano de ampliação da rede de creches e pré-escolas municipais e a construção e cobertura de quadras esportivas escolares.

A nova etapa do programa prevê 4.943 novas unidades em 1.466 municípios. Essas unidades se somarão à s 1.484 já em construção em 1.040 municípios.

A contrução de unidades de educação infantil está entre as metas do Plano Nacional de Educação (PNE), de atender a 100% das crianças de 4 a 5 anos até 2016 e a 50% das crianças até 3 anos até 2020.

15 de setembro de 2011
por admin
Comentários desativados em Renda cresceu 28% e desigualdade caiu 5,6%, aponta Ipea

Renda cresceu 28% e desigualdade caiu 5,6%, aponta Ipea

Da Folha.com

A política social teve papel central na redução da desigualdade social e fez com que a renda média do brasileiro crescesse 28% e a desigualdade caísse 5,6% de 2004 a 2009. A conclusão é de levantamento do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), órgão ligado ao governo federal, divulgado nesta quinta-feira (15).

“No período 2004-2009, a desigualdade na distribuição de renda entre os brasileiros, medida pelo coeficiente de Gini, diminuiu 5,6% e a renda média real subiu 28%. Essa evolução na distribuição de renda foi, em grande parte, motivada pelo crescimento econômico e a geração de empregos”, aponta o levantamento.

O estudo “Mudanças recentes na pobreza brasileira” aborda as transformações sociais provocadas pela redução na desigualdade de renda de 2004 até 2009.

As mudanças demográficas e o lento aumento da escolaridade da população adulta também foram apontados como causas da melhora dos indicadores, segundo o estudo.

Durante o período analisado, a parcela da população brasileira vivendo em famílias com renda mensal igual ou maior do que um salário mínimo per capita subiu de 29% para 42%, passando de 51,3 a 77,9 mi

15 de setembro de 2011
por admin
1 Comentário

Correios: greve tem adesão de 80% dos trabalhadores do setor de entregas no Paraná, diz sindicato

Da Agência Brasil

O diretor do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios no Paraná (Sintcom-PR), Sebastião Cruz, informou que a paralisação da categoria, iniciada ontem (14), já atinge 80% do pessoal que trabalha no centro de triagem e na entrega de correspondências. Segundo ele, em todo o estado, há 6,3 mil funcionários no total, sendo mil da área administrativa, que estão trabalhando normalmente. Só que, sem triagem e carteiros, não há entregas e com isso acreditamos que cerca de 3 milhões de correspondências deixarão de ser entregues diariamente!, disse o diretor à  Agência Brasil.

De acordo com Cruz, os trabalhadores em greve reivindicam uma melhor estruturação da empresa, a contratação de mais funcionários, equipamentos novos e condições de trabalho para garantir um atendimento adequado à  população. Ele disse que a falta de funcionários faz com que os carteiros trabalhem esgotados pela pressão de manter o serviço em dia. Estamos em greve contra o baixo salário. Enquanto em outras estatais o piso é acima de R$ 1,4 mil, aqui recebemos R$ 807.!

Hoje (15), pela manhã, os grevistas fazem passeata pelas principais ruas de Curitiba. Segundo a assessoria de comunicação dos Correios no Paraná, o percentual de empregados em greve totaliza 19,5% do efetivo. Em nota, a estatal lembra que o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, pediu ontem aos trabalhadores que encerrem a paralisação. Segundo ele, a retomada das negociações sobre o acordo coletivo está condicionada ao retorno à s atividades e haverá desconto dos dias parados.

A nota destaca a proposta feita pela empresa na segunda-feira (12), que representa um aumento salarial final de 13% para 64.427 empregados, ou seja, 60,14% do efetivo total da empresa. Com o início da paralisação, a proposta foi retirada.

Funcionários dos Correios de 24 estados entraram ontem em greve por tempo indeterminado. A categoria reivindica aumento salarial de R$ 400, reajuste no vale-refeição, contratação de 21 mil trabalhad

15 de setembro de 2011
por esmael
4 Comentários

Artigo de Marcos Coimbra: “O voto distrital e a direita”

por Marcos Coimbra *, no Correio Braziliense

Estão vendendo ao país duas teses falsas. Uma é dita explicitamente: que os problemas da democracia brasileira se resolveriam se tivéssemos o voto distrital. A outra fica sugerida: que sua implantação no Brasil seria algo simples.

Com impressionante velocidade, a direita brasileira se descobriu favorável ao voto distrital desde criancinha. Sem que exista qualquer motivo lógico que explique o porquê, políticos, intelectuais, empresários e jornalistas conservadores se encantaram com ele e começaram, em coro, a defendê-lo. Ao mesmo tempo, passaram a espinafrar o voto proporcional, que faz parte das regras do nosso sistema político desde o Código Eleitoral de 1932.

Em nenhum lugar do mundo havíamos visto coisa parecida. A argumentação em favor do voto distrital nunca teve cor ideológica, nunca foi bandeira da direita ou da esquerda. A discussão sobre suas vantagens e desvantagens sempre permaneceu no plano técnico.

Quem tem um mínimo de informação sobre o assunto sabe que não há sistema eleitoral integralmente bom ou ruim. Todos têm aspectos positivos e negativos.

Sabe, também, que faz pouco sentido falar em voto distrital no abstrato, assim como de voto proporcional puro. Cada país tem seu sistema, com coloração e particularidades únicas. Há tanto

15 de setembro de 2011
por esmael
4 Comentários

PDT já tem 80 nomes para disputar a Câmara de Curitiba

O ex-vereador Jorge Bernardi, a pedido do presidente municipal do PDT, Wilson Picler, está preparando uma chapa de candidatos à  Câmara Municipal visando fortalecer e acompanhar Gustavo Fruet na campanha pela prefeitura de Curitiba.

Segundo Bernardi, são mais de 80 nomes que compõem a chapa de pré-candidatos, entre eles vereadores, ex-vereadores, lideranças bem votadas em eleições anteriores e novas lideranças de bairros e de setores organizados da sociedade curitibana.

Analistas apontam que, com a candidatura de Fruet, o PDT poderá eleger de 8 a 10 vereadores, sendo que 7 a 8 novos nomes deverão compor a Câmara Municipal com votação pouco superior a 2 mil votos.

O desgaste da imagem da Câmara de Curitiba com as acusações que pesam sobre o presidente João Cláudio Derosso (PSDB), e outros vereadores que lhe dão cobertura, deverá contribuir para uma renovação nunca vista antes no legislativo municipal.

Picler guarda a lista de pré-candidatos do PDT a sete chaves porque, de acordo com ele, o grupo do prefeito Lucian

15 de setembro de 2011
por esmael
1 Comentário

PCdoB lança hoje candidato a prefeito em Ponta Grossa

O PCdoB de Ponta Grossa lança nesta quinta-feira (15) a pré-candidatura do professor universitário e jornalista Sérgio Luiz Gadini a prefeito.

Gadini é doutor em Comunicação, professor do Curso de Jornalismo da UEPG e do programa de mestrado em Comunicação da UFPR.

O lançamento da pré-candidatura será durante a V Conferência Municipal do partido, a partir das 13h30, no plenário da Câmara Municipal, com a presença do presidente estadual da legenda, Chico Brasileiro, atual vice-prefeito de Foz do Iguaçu, e outros membros do diretório no Estado.

Disputa Municipal 2012

A expectativa dos dirigentes locais é que, a partir deste ano, o PCdoB de Ponta Grossa deve seguir tendência nacional, lançando chapas próprias aos legislativos e de candidaturas aos executivos municipais. A orientação vale para os municípios onde o Partido já está estruturado ou busca se estruturar.

“O PCdoB pretende lançar candidaturas próprias nas principais cidades do país, como Porto Alegre, São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Aracaju, Fortaleza, Manaus e nas cidades com mais de 100 mil eleitores”, diz o presidente do diretório municipal em PG, Thiago

15 de setembro de 2011
por admin
2 Comentários

O segredo de Gustavo Fruet

Do Celso Nascimento, via Gazeta do Povo

Embora tenha cumprido durante quase dois dias uma promissora romaria política em Brasília, é bom não esperar para antes do fim desse mês que o ex-deputado Gustavo Fruet anuncie o partido em que se filiará. Vai manter em segredo a decisão que já tomou até quase o finalzinho do prazo legal para inscrever-se na legenda que abrigará sua candidatura a prefeito de Curitiba. Como se sabe, o dia fatal é seis de outubro, um ano antes da eleição de 2012. Tem tempo, portanto, até lá.

O primeiro compromisso de Fruet no Distrito Federal foi um jantar com os ministros Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo, os dois grão-petistas do Paraná que articulam o provável apoio do PT à  candidatura do ex-tucano. A conversa foi classificada de muito boa! pelo ministro Paulo Bernardo, mas não ainda conclusiva a ponto de o PT se decidir pela aliança já no primeiro turno. Há correntes do PT curitibano, disse Bernardo, que advogam o lançamento de candidato próprio e esta opinião precisa entrar nas considerações, até mesmo por questão estratégica.

Ontem, a agenda de Gustavo em Brasília foi movimentada também por encontros com o ex-senador Osmar Dias, presidente estadual do PDT, e com a deputada Ro!­!­!­sane Ferreira, presidente do Partido Verde (PV) no Paraná !“ dois dos partidos que brigam pela primazia de entregar a ficha de filiação a Fruet. Houve reunião também com o PCdoB.

15 de setembro de 2011
por esmael
2 Comentários

Vereadores do PDT confirmam assédio da base de Ducci

por Roger Pereira, via O Estado do Paraná

Os vereadores do PDT na Câmara Municipal de Curitiba confirmaram terem sido procurados pelo PSD, para que, numa eventual filiação de Gustavo Fruet ao PDT, os três continuem na base do prefeito Luciano Ducci, enfraquecendo o provável partido do principal adversário da reeleição de Ducci.

Aproveitando a fundação do PSD, que já declarou apoio ao atual prefeito, surgiram convites aos três vereadores pedetistas para que se filiem ao novo partido, escapando da regra da fidelidade partidária, que permite a troca de legenda em caso de fundação de uma nova sigla, causando uma debandada no PDT, caso confirme-se a filiação de Gustavo.

Tito Zeglin, Jairo Marcelino e Roberto Hinça, além do ex-deputado estadual Luiz Carlos Martins, foram sondados pelo novo partido, que tem o deputado Ney Leprevost, como principal liderança na capital. O assédio da base de Ducci foi um dos motivos para que Gustavo atrasasse o anúncio de sua decisão. Cada passo que eu dou, a prefeitura vai atrás!, reclamou.

Roberto Hinça confirmou o convite e disse que está analisando a proposta. Não tem nada definido e nenhuma relação com a vinda do Gustavo, que é meu amigo pessoal. Mas ser convido para fazer parte de um novo projeto, construir um novo partido, é gratificante, e estou analisando com carinho!, admitiu. Hinça reconheceu, no entanto, que a decisão do ex-deputado pode influenciar sua escolha. Uma coisa é disputarmos a eleição com um candidato na majoritária, uma coligação forte, e, principalmente, um projeto para Curitiba. Outra é disputar sozinho!, disse.