1 de setembro de 2011
por Esmael Morais
Comentários desativados em Dilma diz que lançará programa para garantir livros mais baratos

Dilma diz que lançará programa para garantir livros mais baratos

via G1

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira (1!º) que pretende lançar um programa para garantir a venda de livros baratos à  população. Na Bienal Internacional do Livro, no Rio de Janeiro, ela afirmou que além de bibliotecas públicas, o governo precisa estimular a comercialização de livros a preços mais acessíveis.

Nós vamos continuar ampliando nossas políticas de acesso a educação e cultura. Nós temos de garantir à  nossa população o acesso ao livro e isso implica que uma parte da nossa produção de livros tem de ser acessível, porque isso vai criar um mercado imenso!, disse.

Dilma pediu que editores e escritores enviem sugestões ao governo na formulação do programa de acesso aos livros.

Somos obrigados a apresentar a formulação inicial [do projeto], mas quero dizer que conto com as sugestões, as modificações e todos os aperfeiçoamentos que vocês têm, sem sombra de dúvida, armazenados!, pediu.

A presidente afirmou preferir livros em papel, mas defendeu estímulos à  leitura de livros digitais. Esse programa pretende ser um estímulo a toda a cadeia, mas, sobretudo, à quele brasileiro e à quela brasileira que podem e vão amar os livros. […] Temos que assegurar uma leitura proveitosa dos livros digitais!, afirmou. “Já superei minha barreira em relação a eles”, brincou a presidente ao fim do discurso

Leia mais

1 de setembro de 2011
por admin
17 Comentários

Professores já estão com saudades de Requião

Senador Roberto Requião.

Os trabalhadores da educação do Estado do Paraná já estão morrendo de saudades do ex-governador Roberto Requião (PMDB). Tudo porque o governo dos tucanos Beto Richa e Flávio Arns quer que eles reponham o dia 30 de agosto.  ... 

Leia mais

1 de setembro de 2011
por Esmael Morais
1 Comentário

Ideli descarta possibilidade de legalizar jogos para financiar saúde

da Agência Brasil

O governo descarta qualquer possibilidade de buscar mais recursos para investimento em saúde pública pela legalização de jogos no país. A informação é da ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, que acredita em uma solução, até o dia 28 de setembro, para que a Câmara tenha condições de votar a regulamentação da chamada Emenda 29. A medida estabelece percentuais mínimos para investimento em saúde pública pela União, estados e municípios.

Com exceção do PT, os demais partidos da base discutem, como forma de financiamento para a saúde, propostas como a utilização de recursos de royalties do pré-sal, o aumento da alíquota do seguro obrigatório de danos pessoais por veículos automotores de via terrestre, o DPVAT, ou ainda taxações extras para bebidas e cigarros. Para custear a saúde, a base admite até a legalização de alguns jogos no Brasil, com a destinação das taxações sobre bingos e outros jogos.

O Congresso tem que avaliar questões que possam contribuir com novos recursos para a saúde. Agora, da parte do governo não há qualquer apoio a questão de jogos!, disse Ideli Salvatti. Ela destacou ainda que o debate sobre como captar mais recursos para a saúde se restrinja única e exclusivamente! à  votação do destaque que retira a base de cálculo da Contribuição Social para a Saúde (CSS). Leia mais

1 de setembro de 2011
por Esmael Morais
5 Comentários

TSE anula multa de R$ 600 mil a Requião, Osmar e Gleisi

Advogados conseguem anular multa contra Osmar, Requião e Gleisi.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anulou mais uma multa aplicada pelo Tribunal Regional do Paraná (TRE) do Paraná, de R$ 600 mil, à  coligação que era liderada por Osmar Dias (PDT), que disputou o governo do estado nas eleições de 2010. ... 

Leia mais

1 de setembro de 2011
por Esmael Morais
3 Comentários

Conselho de à‰tica “tucano” deverá livrar Derosso

Um forte cheiro de pizza começa sair do Conselho de à‰tica da Câmara Municipal de Curitiba, que na tarde desta quinta-feira (1) divulga relatório final das “investigações” que fez das irregularidades cometidas pelo presidente João Cláudio Derosso (PSDB). O colegiado que julga o tucano é comandado pelos tucanos Francisco Garcez (presidente) e Jorge Yamawaki (relator). ... 

Leia mais

1 de setembro de 2011
por Esmael Morais
9 Comentários

Conselho decide hoje se vai punir Derosso

por Chico Marés, via Gazeta do Povo

O Conselho de à‰tica da Câmara de Curitiba apresenta hoje o relatório final da primeira denúncia protocolada contra o presidente da Casa, João Cláudio Derosso (PSDB). O vereador é acusado de irregularidades na contratação da empresa Oficina da Notícia, de propriedade da sua mulher, Cláudia Queiroz Guedes, para prestar serviços de publicidade para a Câmara. O relator do processo é o vereador Jorge Yamawaki (PSDB).

A denúncia foi protocolada no Conselho no dia 21 de julho. Desde então, os vereadores ouviram Derosso em duas ocasiões (uma delas, a portas fechadas) e também questionaram os membros da comissão de licitação responsável pelo processo e dos diretores administrativos e financeiros da Casa, entre 2005 e 2011. Além disso, foram analisados também documentos enviados pelo Ministério Público, pelo Tribunal de Contas e pela própria direção da Casa.

O relatório pode indicar cinco tipos diferentes de sanção !“ além, claro, da absolvição do acusado. A mais branda seria uma advertência. Um pouco mais graves seriam a censura pública e a suspensão de direitos e prerrogativas do parlamentar !“ em outras palavras, Derosso seria suspenso da presidência. Essas três primeiras sanções podem ser aplicadas pelo próprio Conselho.

As duas mais graves seriam a perda temporária do mandato e a cassação. Nesse caso, seria instalada uma comissão processante no plenário, com três vereadores escolhidos em sorteio. Terminados os trabalhos da comissão processante, as penas seriam votadas no próprio plenário da Casa.

O relatório será votado hoje mesmo pelos membros titulares do Conselho de à‰tica: Yamawaki, Francisco Garcez (PSDB), Noêmia Rocha (PMDB), Pastor Vald Leia mais