Verri questiona criação de 30 cargos comissionados na Sanepar

Deputado Enio Verri (PT) vê ilegalidade no inchaço da Sanepar.

O líder da oposição na Assembleia Legislativa, deputado Enio Verri (PT), criticou nesta segunda-feira (22) o governo estadual pela criação de 30 cargos comissionados na Sanepar. Verri também questionou a legitimidade das contratações, uma vez que a decisão do Conselho de Administração da Sanepar foi fundamentada juridicamente em parecer da Casa Civil para a Cohapar.

Para Verri, a medida confirma que o governo Beto Richa adota na prática um discurso diferente da teoria.

O governo Richa faz questão de exaltar a competência, transparência e principalmente eficiência na gestão pública. Criar 30 cargos comissionados políticos na Sanepar, onerando e inchando a estatal, representa mais eficiência na gestão?!, questionou.

Na tribuna, o deputado explicou que que teve acesso à  Ata da Reunião do Conselho de Administração da Sanepar, realizada no dia 17 de maio. O item 5.1.1 do documento, de acordo com Verri, autoriza a criação de 30 cargos de consultor estratégico de livre nomeação e exoneração.

O secretário [Cássio] Taniguchi disse na Assembleia que o governo precisa capitalizar a Sanepar. E então recebemos a informação da criação de 30 novos cargos comissionados, todos com boa remuneração. à‰ o próprio anti-discurso. A síntese do “faça o que eu digo mas não faça o que eu faço”!, afirmou.

O deputado também questionou a legitimidade das contratações. De acordo com Verri, a criação dos cargos foi fundamentada em parecer da Assessoria Jurídica da Casa Civil, do dia 8 de abril, atendendo a consulta da Cohapar, que indagou sobre a contratação de profissionais para os cargos de gerência regional.

O parecer da Casa Civil afirma que não é preciso ser profissional de carreira da Cohapar para ser gerente regional. Curiosamente este foi o parecer o utilizado para fundamentar juridicamente a criação dos cargos da Sanepar. As características legais das empresas não têm nada a ver uma com a outra. Como é que o Conselho de Administração da Sanepar utiliza um parecer da Cohapar para justificar o aumento de cargos comissionados?!, perguntou.

Verri cobrou explicações da bancada governista e disse que irá fazer um requerimento para obter mais informações sobre o caso.

Espero que o governo tenha coragem de explicar o assunto, que não fuja do debate, como no caso das supersecretarias. Vamos encaminhar um requerimento pedindo todas as explicações sobre a criação dos cargos e também um estudo sobre a utilização de um parecer da Cohapar para o aumento de cargos na Sanepar!, disse.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. infelizmente é verdade, foram criadas super gerencias com direiro a 2 ascessores, sem contar que outras gerencias e coordenaçoes estão sendo ocupadas por pessoas sem curso superior ou conhecimento nehum, da forma que a Sanepar esta sendo conduzida nõ preisa de agência reguladora para acabar com a empresa os incompetentes por si só farão isso é uma pena, há sem contar o aumento tarifário de 16,5% nas conta de água do começo do ano

  2. Nessa balada, aí é que instalam esgoto no meu bairro…

  3. O Deputado tinha que dar uma olhada lá para as bandas do PARANACIDADE. Dizem que lá a criaçao foi de mais cargos, tudo para abrigar correligionários do PPS e PSDB. Tem até um de um novo PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS que será feito por 1.600.000,00 para apenas 100 funcionários. É dinheiro demais, não acham?

  4. Solicite os salários e os nomes dos que estão neste cargo.
    Vieram todos da “excelente” administração da URBS…