Taniguchi vai à  Assembleia nesta terça defender a privatização da Copel e da Sanepar

Taniguchi empunha a bandeira da privatização.

Se o bicho pegou hoje na Câmara Municipal de Curitiba, amanhã a confusão retornará à  Assembleia Legislativa do Paraná.

Nesta terça-feira (2), os deputados deverão realizar a primeira votação da lei que cria a tal Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar).

Agora, acredite se quiser. O secretário do Planejamento, Cássio Taniguchi (DEM), foi escalado pelo governo tucano para defender o “monstrengo privatizador”.

Os petistas já fecharam questão contra. Eles enxergam aí uma tentativa deslavada de o governo privatizar a Copel e a Sanepar.

O deputado Elton Welter disse que a bancada apresentará três emendas ao projeto original. A saber: 1) Retira os serviços de saneamento, energia elétrica e área portuária; 2) Amplia o controle social dentro das agências reguladoras; e 3) Acaba com a taxa mensal de 0,5 da receita operacional bruta.

Em síntese, se aprovada a Agepar, o PT quer que o “monstrengo privatizador” seja controlado pelo Crea, OAB, Sindicato dos Engenheiros, dentre outras entidades técnicas.

Comentários encerrados.