Ricardo Barros de olho no Ministério das Cidades

Barros de olho no cargo de Negromonte.

O racha vivido pelo PP no Congresso Nacional, que destituiu semana passada o deputado Nelson Meurer da liderança do partido, pode ter o dedo do atual secretário da Indústria e Comércio do Paraná, ex-deputado Ricardo Barros.

Ontem, no jornal Gazeta do Povo, Meurer mirou em Barros para justificar sua queda da liderança do PP:

Ele [Ricardo Barros] foi vice-líder do governo Lula, teve todas as benesses e, de repente, por ocasião da eleição, foi candidato ao Senado e levou o partido a apoiar o Serra. Hoje ele está aí aparecendo na mídia como um dos golpistas, o que me estranha muito. Sempre estive ao lado dele. Por essa situação, o PP do Paraná também está rachado.!

Pois bem. Barros entrou em viés de baixa no governo do estado depois que foi derrotado na disputa pela presidência da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). Isolado, o ex-deputado do PP sequer acompanhou a expedição comercial! de Beto Richa (PSDB) à  Europa.

Sem relação com o empresariado paranaense e transformado em zumbi! político pelo governo tucano, Barros estaria de olho no Ministério das Cidades, pasta que é cota do PP. Uma questão de sobrevivência, portanto.

Paralelamente à  queda de Meurer, o ministro das Cidades, Mário Negromonte, entrou nesta semana na linha de tiro da bancada do PP e da imprensa. O ministro teria oferecido uma mesada de R$ 30 mil para parlamentares de seu partido continuarem apoiando seu grupo no Congresso.

Negromonte também é acusado de ter usado, três dias depois das eleições de 2010, a “cota para o exercício da atividade parlamentar” para ressarcir despesas de R$ 27,1 mil com a Aero Star, empresa de táxi aéreo que é a mesma que prestou serviços para o então deputado na eleição.

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. que o diabo o carregue

  2. O céu e o inferno começam aqui mesmo, Sr. RB, esta é a paga por ser tão traira, e é apenas o começo…..

  3. Êste zumbi não tem bala na agulha para chegar ao ministério.Imagina,depois de levar o PP do Paraná aos braços dos tucanos traindo 8 anos no governo Lula,vc acha que êle tem chance?

    • quem sabe, a não ser que a dilma não seja enganada por ele. vai que ele promete apoio a Gleisi em 2014 em troca do ministério..

  4. Só o que faltava, lambe botas do Beto Richa.