Requião diz que retira a legenda de deputado que votar pela privatização da Copel e da Sanepar

Requião contra a privatização.

O senador Roberto Requião ameaçou retirar a legenda dos deputados estaduais do PMDB que votarem amanhã a favor do projeto de lei, de autoria do governador Beto Richa (PSDB), que cria a agência reguladora para empresas privatizadas e públicas como Copel e Sanepar.

Requião disse que a defesa das empresas públicas faz parte do programa do PMDB. Pelo Twitter, o senador afirmou que não vai tolerar que os parlamentares peemedebistas pulem a cerca.

Se Requião levar à  risca o que prometeu, os deputados que votarem com Richa não poderão disputar as próximas eleições pelo PMDB e, pior, até poderão perder o mandato por infidelidade partidária.

O presidente estadual do PMDB, Waldyr Pugliesi, passou um “sabão” no imbróglio ao dizer que a posição do senador é “legítima” e que a bancada deveria se orientar pelo programa do partido.

No entanto, Pugliesi não externou uma posição firme sobre o tema.

Amanhã, terça-feira (2), o secretário do Planejamento Cássio Taniguchi (DEM) vai à  Assembleia defender a criação da agência. A ida do moço ao legislativo é considerada um gesto do governo tucano em direção à  privatização da Copel e da Sanepar.

Comentários encerrados.