PSDB definha no Norte Pioneiro

PSDB virou um ninho de cobras.

Por sugestão de Irineu Souza, reproduzo avaliação publicada no blog “Brazense“, de Wenceslau Braz, sobre as dificuldades do PSDB no Norte Pioneiro. O descontentamento das lideranças tucanas com o governador não é pouca coisa. Em vários municípios, Beto Richa é considerado como “traidor” pelos ex-companheiros de ninho que o ajudaram a vencer as eleições de 2010.

A reclamação geral e irrestrita é de que, por orientação do Palácio das Araucárias, o PSDB está sendo transferido para as mãos de adversários nos municípios que apoiaram Osmar Dias. Além disso, os tucanos que apoiaram Richa não receberam cargos no governo e — pior — ficam assistindo o adversário ocupar espaços na administração estadual. Ou seja, a tucanada de primeira hora ficou chupando dedo.

A seguir, o resumo do “Brazense” sobre o definhamento do PSDB no Norte Pioneiro:

à€s vésperas das eleições municipais, lideranças do PSDB do Norte Pioneiro estão preocupadas com os espaços que estão sendo tomados por políticos considerados adversários em eleições anteriores. Tudo por conta de novas comissões provisórias que estão sendo montadas ou diretórios que estão sendo assumidos por novas lideranças, que militavam em outras legendas.

Esse é o caso, por exemplo, de Wenceslau Braz, onde o ex-prefeito Cristovam Andraus Júnior (PMDB) tinha como certo o apoio tucano à  sua candidatura em 2012. Considerado parceiro! e integrante do grupo de Beto Richa, Cristovam foi convidado pelo governador a assumir a chefia do Escritório Regional da Secretaria de Trabalho, Emprego e Economia Solidária, em Jacarezinho, função que exerce desde abril deste ano.

Acontece que o prefeito Athayde Ferreira dos Santos Júnior, o Taidinho apoiou à s escondidas Beto Richa para o Governo do Paraná e hoje tem nas mãos o PSDB, que deve apoiá-lo à  reeleição ano que vem. Ocorre que o prefeito tem na vice-prefeitura o médico Bráulio César Pereira (PT) e concorrerá à  reeleição pelo PCdoB, partidos ligados à  presidente Dilma Roussef e à  ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, adversários políticos do governador Beto Richa.

Em Salto do Itararé acontece situação semelhante. O ex-prefeito Selmo Adalberto de Carvalho apoiou explicitamente o governador Beto Richa, recepcionando-o em sua casa quando em campanha. No entanto, o PSDB de Beto Richa está se mudando para a base do prefeito Israel Domingues, que é do PDT, aliado de Osmar e desafeto do governador paranaense.

PDT e PSDB devem ocupar o mesmo palanque em Salto do Itararé, para desespero e tristeza do ex-prefeito Selmo, que durante praticamente toda a campanha, dedicou-se a fazer de Beto Richa governador do Paraná.

Em Siqueira Campos o descontentamento também é geral. Embora o PSDB ainda esteja ligado ao grupo da que detém o mando político local, quem apoiou o governador Beto Richa está sem prestígio. O empresário Marlon Bonilha, que é a liderança que está assumindo o ninho tucano siqueirense.

Enquanto isso, o professor Manoel Estevan Velasque, que ocupa o cargo de vice-prefeito e é um dos postulantes à  sucessão do prefeito Luis Antônio Liechocki, ficou de fora dos planos do PSDB, que deve apoiar candidato a prefeito de outro partido, ao invés de apoiar os companheiros de anos de luta no município e região.

JACAREZINHO !“ Já em Jacarezinho o problema está na falta de liderança entre os tucanos. O PSDB quer de qualquer forma lançar candidato a prefeito, mas não há um nome em consenso que transmita segurança e credibilidade. Um dos cotados é o empresário José Carlos Molini, que ousa lançar candidatura, mas não tem coragem de assumir que é candidato.

Com isso, o partido pode vir a apoiar o médico Sérgio Faria (DEM), aliado do clã de Lupion, que até a campanha passada era adversário de Beto Richa, mas depois da vitória do tucano, passou a apoiá-lo incondicionalmente.

No entanto, o possível apoio tucano ao candidato do DEM está deixando o deputado estadual Hermas Brandão Júnior descontente, pois vê a pouca possibilidade de crescimento escapar por falta de liderança do PSDB. Herminhas, inclusive, ameaça apoiar o candidato da prefeita Tina Toneti, caso o PSDB insista em apoiar Sérgio Faria.

Enquanto isso, o empresário José Carlos Molini, amedrontado e temeroso, assinala com a possibilidade de, caso não seja candidato a prefeito, ser convidado para ocupar a vice-prefeitura, ao lado de Sérgio Faria, o que facilitaria, em muito, a eleição do candidato da prefeita Tina Toneti.

As definições sobre esta situação política somente começarão a clarear após o dia 3 de outubro, quando termina o prazo de filiação partidária para que for candidato em 2012. à‰ aguardar para ver!

Comentários encerrados.