Pressão foi fundamental para acordo que garantiu CPI, dizem vereadores

Derosso será investigado pela CPI. Foto: Denis Ferreira Neto.

A Câmara Municipal de Curitiba vai instalar a primeira CPI da sua história.

A comissão terá como foco investigar irregularidades em contratos de publicidade na gestão do presidente da Casa, vereador João Cláudio Derosso (PSDB), acusado de favorecer a empresa da esposa dele.

Hoje à  tarde, um acordo entre as lideranças partidárias liberou todos os vereadores para assinarem o pedido de CPI.

Vereadores relataram ao blog que a pressão popular pela investigação estava muito forte. “Estava próxima do insuportável”, disse um parlamentar.

Independente do acordo firmado nesta tarde, os partidos favoráveis à  CPI já contabilizavam 14 assinaturas – uma a mais do mínimo necessário.

A CPI tem poderes para quebrar sigilos bancários, telefônicos e bancários.

Comentários encerrados.