Pessuti e Requião se unem contra adesão do PMDB ao governo tucano

* As duas principais lideranças querem o partido na oposição

Requião e Pessuti defendem PMDB na oposição ao governo tucano.

O ex-governador Orlando Pessuti se uniu, tacitamente, ao senador Roberto Requião contra a adesão da bancada estadual do PMDB ao governo de Beto Richa (PSDB).

Pessuti disse nesta sexta-feira (12) que não consegue entender e aceitar a ida dos parlamentares para o lado do tucano sem que aja uma discussão entre a executiva estadual e as bancadas de senadores e deputados federais.

“Temos uma aliança firme com o PT nacional e localmente, que levou ao nosso apoio [do PMDB] a Osmar Dias (PDT)”, disse o ex-governador, afirmando que, inclusive, ele deixou de disputar o Palácio Iguaçu, no ano passado, em nome dessa aliança.

“Antes de qualquer decisão temos que nos reunir”, apontou.

Ontem, o senador Roberto Requião havia ameaçado com intervenção nacional no diretório estadual do PMDB por causa da adesão ao governo tucano.

O diretório nacional pensa em intervir em casos que, como este, venham a ocorrer nos estados!, afirmou pelo Twitter.

A fisiologia e o descompromisso avançam no PMDB do nosso Paraná. Constatado o fato precisamos lutar contra ele!, alertou o senador.

Comentários encerrados.