Por Esmael Morais

Partidos de oposição pedem instalação imediata de CPI e afastamento de Derosso do cargo

Publicado em 27/08/2011

Enquanto a Comissão de à‰tica promove um debate no plano moral, a CPI tem poderes para investigar com mais rigor e detalhes as denúncias, além de usar de expedientes como o pedido de quebra do sigilo bancário e fiscal dos acusados, capazes de tornar o trabalho de investigação mais transparente. A presidente do PT também acredita que a atuação sozinha dos vereadores de oposição, que são a minoria, não garante o equilíbrio.

à‰ preciso que essa atuação caminhe junto com a mobilização popular, cobrando o rigor na apuração dos fatos denunciados e das evidências de improbidade!, disse. Ela lembra que foi por força da pressão popular e também da atenção e cobrança feita pela imprensa sobre o Legislativo que se instaurou processo no Conselho de à‰tica e se chegou à s assinaturas necessárias dos vereadores que integram a base do prefeito para a realização de uma CPI.

à‰ bom lembrar que inicialmente a CPI contava apenas com sete assinaturas dos vereadores de oposição e hoje são 35 assinaturas no total!, disse Roseli. Apenas três vereadores não assinaram e, entre estes, está o próprio João Cláudio Derosso.

Roseli também chama a atenção para o fato de que já se vão quase duas semanas desde as 35 assinaturas e a CPI não foi instaurada.

Embora não exista um prazo regimental que obrigue a instalação imediata, a coisa pode esfriar. Se a gente recuar desse momento de pressão, essa CPI não sai!, afirmou.

A reunião dos partidos de oposição na segunda-feira está marcada para começar à s 9h na sede do PV, que fica na rua Eurípedes Garcez do Nascimento, n!º 10 17, no bairro do Ahú.