Por Esmael Morais

Londres: bloquear redes sociais vai calar manifestantes?

Publicado em 11/08/2011

Quando as pessoas utilizam mídias sociais para a violência, temos que barrá-las!, disse Cameron. O primeiro-ministro também afirmou que considera limitar os conteúdos publicados em redes sociais, como vídeos que mostram jovens sendo assaltados e outras atitudes ilegais.

A decisão é polêmica e pode dar margem a ações de censura à  rede em outros países, na contramão de esforços que estão sendo feitos há anos para colocar o mundo em comunicação em tempo real por meio da tecnologia.

Além desse argumento, que toca a liberdade de cada cidadão, há o fato de que o mercado capitalismo também está estimulando há muitos e muitos anos o consumo de celulares, computadores e tudo o mais que as inovações no campo cibernético.

Verdade que o que salva — comunicação — também pode matar, mas ser juiz de qual linha de comunicação tem que ser cortada ou mantida não é tarefa!´para poucos. A decisão envolve muitas variáveis, milhões de pessoas, indústrias e valores humanos, como ética e cidadania.

Redação do Vermelho com dados da TI Inside