àŠnio Verri contesta distanciamento entre PMDB e PT

por Elizabete Castro, via O Estado do Paraná

O presidente estadual do PT, àŠnio Verri, disse que vê com preocupação os movimentos de aproximação entre PSDB e PMDB no Paraná. Para Verri, as queixas de peemedebistas sobre o distanciamento do PT e do governo federal só podem ser fruto de um “equívoco de interpretação” de setores do PMDB.

Verri afirmou que, em nenhum momento, o PT interrompeu o diálogo com o PMDB. O PT, segundo Verri, já chamou o PMDB para conversar sobre uma atuação organizada na oposição ao governo assim como convidou os peemedebistas para debaterem as eleições de 2012. Há até mesmo um acordo com o presidente estadual do PMDB, Waldyr Pugliesi, para que, em setembro, os dois partidos comecem a traçar um mapa das cidades onde poderão fazer alianças para a disputa eleitoral do próximo ano.

“Acho que está faltando comunicação no PMDB. E é claro que nos preocupa ver o PMDB, que faz parte da histórica aliança que dirige o país, apoiar um governo contrário ao que defendemos no país. De maneira nenhuma gostaria que esse parceiro fosse para outro lado”, disse Verri.

Sobre as críticas feitas pelo deputado Nereu Moura, que diz não haver diálogo entre o governo federal e o PMDB do Paraná, o presidente estadual do PT comentou que também se trata de uma visão particular sobre os papéis dos governos nas relações com os partidos.

“O governo federal funciona com políticas públicas e projetos. Não dá para tratar de varejo com o governo federal”, disse Verri. Ele mencionou que, ao contrário do governo estadual, que pode oferecer “reformas de hospitais” e “construções de creches” , o governo federal trabalha nesta lógica.

E a distância que existe entre PMDB e PT na Assembleia Legislativa somente pode ser vencida quando os peemedebistas definirem qual é a posição em relação ao governo estadual. “Nós já procuramos o PT para fazer uma oposição mais organizada. Mas o PMDB ainda não se definiu. Dos doze deputados, quatro votam com a oposição. Os demais não têm vínculo com o PT”, citou.

Comentários encerrados.