Por Esmael Morais

Em protesto, vários estudantes ocupam reitoria da UEM

Publicado em 25/08/2011

Depois da ocupação, os estudantes começaram a colocar cartazes confeccionados em frente à  reitoria, muitos dos quais protestando contra o governo do estado. Uma assembleia foi improvisada pelos estudantes no prédio e a imprensa foi impedida de acompanhar.

O movimento é organizado pelo DCE e por centros acadêmicos da universidade. A assessoria de comunicação da UEM disse que um documento assinado pelo reitor seria entregue aos estudantes ainda nesta tarde, relatando o que foi feito para atender à s reivindicações acadêmicas nos últimos 15 dias.

No documento, já divulgado à  imprensa, o reitor, Júlio Santiago Prates Filho, informa que já foi feito o pedido de contratação de mais seis servidores para o RU; que o projeto de expansão do restaurante e o cardápio vegetariano estão sendo viabilizados; e de que estudos estão sendo feitos para instalar unidades do restaurante nos campi.

A assessoria da UEM informou ainda que a segurança em frente à  reitoria foi reforçada, para evitar que os estudantes ocupassem o prédio, o que não adiantou. A preocupação, segundo a instituição, era de que o patrimônio fosse danificado durante os protestos.

A reportagem entrou em contato com a assessoria da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), que ficou de se manifestar sobre a reivindicação ainda nesta quinta-feira (25).