Dr. Rosinha diz que jornal fantasma da Câmara de Curitiba foi superfaturado

via site do Dr. Rosinha

Deputado Dr. Rosinha (PT).

O jornal Câmara Em ação!, que desde 2004 custou ao menos R$ 16,6 milhões aos cofres da Câmara Municipal de Curitiba, além de provavelmente não ter sido impresso, também teve o seu custo de impressão superfaturado.

A constatação é do deputado federal Dr. Rosinha (PT-PR).

Com base nas mesmas especificações declaradas pelo Legislativo municipal ao Tribunal de Contas do Paraná, e disponíveis na internet através do Portal do Controle Social, Dr. Rosinha acionou dezenas de gráficas em Curitiba, para obter orçamentos para o mesmo serviço.

Rosinha obteve orçamentos cujos valores equivalem a um terço do valor pago por João Cláudio Derosso (PSDB), presidente da Câmara de Curitiba desde 1997.

Em dezembro de 2008, por exemplo, a Câmara de Curitiba pagou R$ 342,3 mil à  empresa Visão Publicidade por supostos serviços de impressão gráfica! do jornal Câmara em Ação!. Consta do registro oficial de pagamento a tiragem de 247 mil exemplares e o total de 20 páginas coloridas. Custo por exemplar: R$ 1,39.

Com as mesmas especificações !“em formato A3 aberto (42 por 29,7 centímetros) e papel couché brilhante 115 gramas!“, Dr. Rosinha obteve um orçamento de R$ 0,47 por exemplar. Esse valor equivale a 34% daquele pago por Derosso.

A Câmara da capital paranaense pagou R$ 342,3 mil pelo jornal. O orçamento mais barato obtido por Dr. Rosinha foi de R$ 116 mil. Apenas nesta edição, de dezembro de 2008, o superfaturamento foi, portanto, de ao menos R$ 226 mil.

Além do jornal ser fantasma, um jornal que ninguém nunca viu, nem mesmo os vereadores do próprio PSDB, os valores pagos pela Câmara de Curitiba ainda foram três vezes maiores do que os valores atuais de mercado!, afirma Dr. Rosinha. Ainda que a publicação tivesse sido impressa em papel, já seria por si só um escândalo de superfaturamento.!

No último dia 17, Dr. Rosinha protocolou um novo pedido de providências ao Ministério Público do Paraná, para que os promotores incluam o jornal Câmara Em Ação! em suas investigações sobre a conduta de Derosso. Ontem, a vereadora Professora Josete (PT) levou o caso oficialmente ao Conselho de à‰tica da Câmara de Curitiba, que deve abrir um novo processo contra o vereador tucano.

Sugiro que os repórteres façam uma enquete, entrevistem os vereadores e também ex-vereadores, para comprovar que ninguém nunca viu um único exemplar sequer desse jornal fantasma!, afirma Dr. Rosinha.

A assessoria de Dr. Rosinha consultou os ex-vereadores Adenival Gomes e André Passos, ambos do PT. Os dois declararam jamais ter visto o jornal impresso.

Em entrevista concedida ontem (23), Francisco Garcez (PSDB), presidente do Conselho de à‰tica, admitiu que também nunca viu a publicação. “Eu não tive conhecimento desse jornal [‘Câmara em Ação’]. Estou tendo conhecimento agora, pela imprensa”, declarou o vereador tucano.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. PARABENS DEOUTADOS PELA SUAS ATUAÇÕES COMO DEPUTADO UM ABRAÇO

  2. só por curiosidade : quem já viu esse jornal? afinal foram tantas edições que dava pra forrar o chão da praça rui barbosa até a eufrasio correia. Esse é o famoso cabeça de bacalhau! laulau!!

  3. E o conselho de ética da câmara já se ocupou com a questão desse pasquim superfaturado?