Cristina Kirchner lidera primárias na Argentina com 48,73%

Cristina Kirchner pavimenta caminho para reeleição em 23 de outubro.

A presidenta Cristina Kirchner, do Partido Justicialista, lidera as eleiçà²es primárias na Argentina com 48,73% (1.386.111 votos).

Em segundo lugar está Ricardo Alfonsin, filho do ex-presidente Raul Alfonsin que concorre pela UCR (União Cívica radical), que conquistou 13,29% do sufrágio (407.798 votos).

Eduardo Duhalde, da União Frente Popular, vem em terceiro com 12,13% (371.711 votos).

As eleições presidenciais argentinas ocorrerão no dia 23 de outubro.

Eleições inéditas

De acordo com a nova lei eleitoral, aprovada pelo senado argentino em 2009, os candidatos de cada partido devem ser definidos mediante uma votação primária obrigatória, realizada 90 dias antes das eleições oficiais, por todos os eleitores registrados, afiliados ou não a partidos. Somente poderão votar em outubro os eleitores que comparecerem nas primarias abertas obrigatórias.

Em discurso feito após o final da jornada de eleição, o ministro de Interior argentino, Florencio Randazzo, afirmou que a realização das primeiras eleições Primárias Abertas, Simultâneas e Obrigatórias (PASO) deixa para trás a cultura em que os candidatos eram escolhidos a dedo, pela burocracia partidária e por uma minoria afiliada. Esta mudança possibilita uma democracia mais participativa!.

Com informações do Clarín e Opera Mundi.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O ex-presidente da Argentina, Alfonsin, se chamava Raúl.