Com 4 meses de atraso, carona de Beto Richa em helicóptero de empresário chega à  mídia nacional

Com quase quatro meses de atraso, a mídia nacional descobriu hoje que o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), também usou um helicópetero emprestado do empresário Jair Rosa, de Cornélio Procópio (PR), que mora na capital paulista.

Blogs paranaenses já vinham registrando a carona do tucano no helicóptero Bell 206L, prefixo PP-JFR, flagrada ao vivo pela Rede Globo, no dia 4 de maio, por causa de uma pane técnica, necessitando fazer um pouso forçado no Campo de Marte (SP).

Nesta sexta-feira (26), a Agência Estado e o colunista Reinaldo Azevedo, da revista Veja, anotaram a misteriosa carona do governador do PSDB.

Richa tinha saído de Curitiba para uma reunião no banco de investimentos BTG-Pactual, que não tinha sido divulgada antecipadamente. Ele aproveitou para realizar exames médicos no Hospital Sírio-Libanês.

Horas antes do incidente na capital paulista, o governador do Paraná esteve no Rio de Janeiro com o presidente da CBF Ricardo Teixeira. Essa agenda também era secreta.

Comentários encerrados.